acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
ANP

Vencedores do Prêmio de Inovação Tecnológica da ANP de 2016

28/07/2016 | 14h08
Vencedores do Prêmio de Inovação Tecnológica da ANP de 2016
Cortesia ANP Cortesia ANP

O Prêmio ANP de Inovação Tecnológica foi criado com o objetivo de incentivar e reconhecer tecnologias inovadoras com aplicabilidade na indústria de petróleo e gás natural e que tenham sido desenvolvidas por instituições de ciência e tecnologia e empresas nacionais com pelo menos 20% da Cláusula de P,D&I.

A edição 2016 do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica teve 46 projetos inscritos. A avaliação dos projetos foi feita com base nos critérios de originalidade, aplicabilidade e funcionalidade da tecnologia, contribuição científica e tecnológica, e percentual de conteúdo local. Confira aqui a lista de finalistas do Prêmio.

PREMIAÇÕES

Vencedor Categoria 1 - Inovação Tecnológica Desenvolvida no Brasil por Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT) Nacional em Colaboração com Empresa Petrolífera

Projeto: Pig Palito para Inspeção de Dutos Submarinos Multisize

Autoria do projeto: PUC-Rio e Petrobras

Descrição do projeto: O projeto disponibiliza ferramentas tipo "pigs instrumentados" para a inspeção de dutos submarinos de produção de petróleo e gás em águas profundas. Os dutos em águas profundas, em especial os do pré-sal, apresentam configurações construtivas que requerem pigs especiais, dada a existência de grandes variações de diâmetro, grandes espessuras em diâmetros pequenos, altas pressões, grandes ranges de temperatura, longos percursos e gás como fluido principal. O projeto é inovador por oferecer ao mercado uma alternativa para a inspeção dos dutos, que até então não podiam ser inspecionados devido à ausência de alternativas nacionais e mundiais.

Vencedor Categoria II - Inovação Tecnológica desenvolvida no Brasil por Micro, Pequena ou Média Empresa do Segmento de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis em Colaboração com Empresa Petrolífera

Projeto: Programa de Diagnóstico de Problemas de Perfuração em Tempo Real (PWDa)

Autoria do Projeto: Engineering Simulation and Scientific Software Ltda (ESSS); Ensino Superior Unificado Centro Leste (UCL), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR); Petrobras

Descrição do projeto: O projeto PWDa tem por objetivo desenvolver programa de interpretação automatizada de dados provenientes de sensores instalados em sistemas de perfuração, buscando detecção imediata de sinais indicativos de situações indesejadas, a fim de permitir a tomada imediata de ações corretivas ou preventivas. Este é o primeiro software desenvolvido no País com modelos de cálculos transientes para interpretações em tempo real de possíveis problemas operacionais durante a perfuração de poços, auxiliando o processo de tomada de decisão, por meio de metodologia automatizada de análise de dados com critérios quantitativos, retirando a parte subjetiva da interpretação e identificação de eventos.

Vencedor Categoria III - III. Inovação Tecnológica desenvolvida no Brasil por Empresa Fornecedora de Grande Porte do Segmento de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis em Colaboração com Empresa Petrolífera

Projeto: Cimento Autorreparável com CO2

Autoria do projeto: Schlumberger Serviços de Petróleo Ltda. e à Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras

Descrição do projeto: O projeto consiste na formulação de pasta de cimento para operações de cimentação, tampão e squeeze de poços de petróleo, que oferece mais segurança em ambiente de CO2. O aumento da garantia da integridade do poço na presença de CO2 – presente no reservatório ou injetado no poço para recuperação secundária – ocorre pelo fechamento de fissuras e/ou microanulares no cimento solidificado pelo contato com CO2, que acionaria o efeito de autorreparação no próprio cimento. A existência de espaços microanulares e fissuras na matriz do cimento no poço de petróleo cria percursos preferenciais para que o CO2 migre, podendo afetar a integridade do poço. A presença de um componente no material cimentante que se expanda com o fluido contendo CO2 permite restabelecer a integridade da matriz de cimento e consequentemente dos poços. A tecnologia pode ser aplicada para cimentar poços em reservatórios que naturalmente contenham CO2 associado aos fluidos de formação, como é o caso dos poços do pré-sal no Brasil, ou em poços em que CO2 é injetado, armazenado ou extraído.

Menção Especial Inovação Tecnológica

Projeto: Sistema Automático de Amostragem Contínua em Linha Para Mistura de Combustíveis Líquidos

Autoria do projeto: Diego Rocha Rebelo – servidor da ANP

Colaboradores: Roberto Saldys e Laura Soares

Descrição resumida: O sistema automático de amostragem busca minimizar os problemas presentes na amostragem manual atualmente utilizada nas distribuidoras de combustíveis, na coleta de amostras-testemunha. O sistema é inserido na tubulação de carregamento dos combustíveis da distribuidora e coleta, contínua e proporcionalmente à vazão da mistura, a amostra-testemunha. Seu uso deverá minimizar o tempo das coletas de amostras e de homogeneização da mistura, carregada por meio da aplicação de técnicas de engenharia de controle e de um misturador estático.

Personalidade Inovação do Ano

Em 2016, a homenagem vai para Osvair Vidal Trevisan, por sua contribuição à pesquisa, ao desenvolvimento tecnológico e à inovação no setor energético brasileiro. Com extenso currículo na área de tecnologia, é atualmente professor titular da Unicamp. Foi superintendente de Exploração da ANP de 1998 a 2003 e diretor do Centro de Estudos de Petróleo (Cepetro/Unicamp) de 2007 a 2014.



Fonte: Redação/Assessoria ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar