acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Porto do Pecém

Vale Pecém já tem maquinário

11/10/2013 | 11h05

 

Já chegou ao Porto do Pecém o primeiro embarque com equipamentos para a Vale Pecém, indústria da mineradora brasileira Vale e que será fornecedora de matéria-prima para a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). A carga se encontra ainda na fila para despacho no terminal portuário, de onde seguirá para alfandegamento na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) cearense, área em que o empreendimento será instalado. A previsão é de que o início da montagem ocorra entre o fim deste mês e o início do próximo.
De acordo com o gerente de Controle e Planejamento de Projetos da Vale, Roberval Abamo, o navio, que chegou ao Ceará no dia 22 de setembro, trouxe apenas a primeira leva de um número bem maior de equipamentos que ainda irão aportar aqui para a instalação da fábrica.
"Haverá ainda 27 embarques, que chegarão até meados de 2014", informou. "São equipamentos mecânicos, empilhadeiras retomadoras, transportadora de correia, entre outras", acrescentou o gerente. As máquinas, aponta, estão vindo da China e da Coreia.
Apesar de as obras de montagem estarem previstas para ainda este mês, as atividades dependem do desembaraço burocrático no Porto do Pecém e, posteriormente, na ZPE, onde passará por processo de alfandegamento. A agilidade da logística no porto, entretanto, está impactada no momento por conta que este é o período de safra, época em que há uma movimentação maior no terminal.
Segundo Abamo, a previsão é de que a Vale Pecém esteja operando em sincronia com os prazos da CSP. Desta forma, o empreendimento deve estar em operação no segundo semestre de 2015, uma vez que a data programada para o início das atividades da siderúrgica é setembro de 2015.
A Posco é a sócia responsável pelas obras da CSP, que conta ainda com parceria da também sul-coreana Dongkuk e da Vale.
A Vale Pecém está orçada em US$ 98 milhões e é a segunda empresa a confirmar sua instalação na ZPE Ceará. A unidade será responsável por fornecer minério de ferro para a CSP. Ela fará o beneficiamento do minério (principalmente na etapa conhecida como "blendagem"), podendo fornecer cinco milhões de toneladas anuais do produto. Além dos benefícios garantidos pela sua inclusão em uma ZPE, a Vale Pecém também contará com adiamento de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) de 30 anos para as operações para a CSP.
CSP
A Vale, em seu balanço do segundo trimestre, divulgado em agosto último, não informou quanto tem reservado em recursos financeiros para a Vale Pecém neste ano, nem no próximo. Já para a CSP, a mineradora realizou aportes de US$ 235 milhões no primeiro semestre de 2013, o equivalente a mais de meio bilhão de reais. Os recursos representam 53% do montante projetado pela companhia para investimentos neste ano no empreendimento, que são de US$ 439 milhões. Os aportes totais a serem empreendidos pela Vale na siderúrgica somam US$ 2,64 bilhões.
A CSP, de acordo com sua assessoria de imprensa, encontra-se com 38% de execução de suas obras, que incluem cercamento, terraplenagem e concretagem das bases dos principais equipamentos. Atualmente, trabalham 3.978 pessoas no empreendimento. Na última quarta-feira, o governador Cid Gomes visitou o canteiro acompanhado do CEO da Dongkuk, Sae-Joo Chang e o presidente da CSP, Marcos Chiorboli.
A visita marcou o início da edificação de parte das estruturas metálicas erguidas para o prédio da aciaria - unidade da siderúrgica onde o aço é produzido e que é considerada a principal etapa da fabricação das placas.
Ao todo, a produção na primeira fase da siderúrgica será de 3 milhões de toneladas de placas de aço/ano.

Já chegou ao Porto do Pecém o primeiro embarque com equipamentos para a Vale Pecém, indústria da mineradora brasileira Vale e que será fornecedora de matéria-prima para a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). A carga se encontra ainda na fila para despacho no terminal portuário, de onde seguirá para alfandegamento na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) cearense, área em que o empreendimento será instalado. A previsão é de que o início da montagem ocorra entre o fim deste mês e o início do próximo.

De acordo com o gerente de Controle e Planejamento de Projetos da Vale, Roberval Abamo, o navio, que chegou ao Ceará no dia 22 de setembro, trouxe apenas a primeira leva de um número bem maior de equipamentos que ainda irão aportar aqui para a instalação da fábrica.

"Haverá ainda 27 embarques, que chegarão até meados de 2014", informou. "São equipamentos mecânicos, empilhadeiras retomadoras, transportadora de correia, entre outras", acrescentou o gerente. As máquinas, aponta, estão vindo da China e da Coreia.

Apesar de as obras de montagem estarem previstas para ainda este mês, as atividades dependem do desembaraço burocrático no Porto do Pecém e, posteriormente, na ZPE, onde passará por processo de alfandegamento. A agilidade da logística no porto, entretanto, está impactada no momento por conta que este é o período de safra, época em que há uma movimentação maior no terminal.

Segundo Abamo, a previsão é de que a Vale Pecém esteja operando em sincronia com os prazos da CSP. Desta forma, o empreendimento deve estar em operação no segundo semestre de 2015, uma vez que a data programada para o início das atividades da siderúrgica é setembro de 2015.

A Posco é a sócia responsável pelas obras da CSP, que conta ainda com parceria da também sul-coreana Dongkuk e da Vale.

A Vale Pecém está orçada em US$ 98 milhões e é a segunda empresa a confirmar sua instalação na ZPE Ceará. A unidade será responsável por fornecer minério de ferro para a CSP. Ela fará o beneficiamento do minério (principalmente na etapa conhecida como "blendagem"), podendo fornecer cinco milhões de toneladas anuais do produto. Além dos benefícios garantidos pela sua inclusão em uma ZPE, a Vale Pecém também contará com adiamento de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) de 30 anos para as operações para a CSP.


CSP

A Vale, em seu balanço do segundo trimestre, divulgado em agosto último, não informou quanto tem reservado em recursos financeiros para a Vale Pecém neste ano, nem no próximo. Já para a CSP, a mineradora realizou aportes de US$ 235 milhões no primeiro semestre de 2013, o equivalente a mais de meio bilhão de reais. Os recursos representam 53% do montante projetado pela companhia para investimentos neste ano no empreendimento, que são de US$ 439 milhões. Os aportes totais a serem empreendidos pela Vale na siderúrgica somam US$ 2,64 bilhões.

A CSP, de acordo com sua assessoria de imprensa, encontra-se com 38% de execução de suas obras, que incluem cercamento, terraplenagem e concretagem das bases dos principais equipamentos. Atualmente, trabalham 3.978 pessoas no empreendimento. Na última quarta-feira, o governador Cid Gomes visitou o canteiro acompanhado do CEO da Dongkuk, Sae-Joo Chang e o presidente da CSP, Marcos Chiorboli.

A visita marcou o início da edificação de parte das estruturas metálicas erguidas para o prédio da aciaria - unidade da siderúrgica onde o aço é produzido e que é considerada a principal etapa da fabricação das placas.

Ao todo, a produção na primeira fase da siderúrgica será de 3 milhões de toneladas de placas de aço/ano.

 



Fonte: Diário do Nordeste
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar