acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Novo governo

UDOP parabeniza Bolsonaro pela acertada escolha de Tereza Cristina na Agricultura

08/11/2018 | 09h28

Logistic Showcase

A diretoria da UDOP se reuniu ontem (7/11) durante o Seminário UDOP de Inovação, que a entidade promove em Araçatuba/SP e parabenizou a escolha do presidente eleito Jair Bolsonaro para o Ministério da Agricultura. Ontem no final da tarde, Bolsonaro anunciou a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS), como sua Ministra da Agricultura.

"É seguramente uma escolha acertada da equipe de transição e do próprio presidente Bolsonaro. Tereza Cristina é hoje uma liderança na área da agricultura, exercendo, inclusive, na Câmara Federal, o papel de presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), e deve continuar seu trabalho em defesa das causas que envolvem a Agricultura brasileira", destacou o presidente da UDOP, Amaury Pekelman.

Com 64 anos, Tereza Cristina é a primeira mulher ministra do governo Jair Bolsonaro. Ainda segundo articulistas do novo governo, Bolsonaro não irá mais fundir os Ministérios da Agricultura com o Meio Ambiente, como havia sido cogitado nos últimos dias. O nome do novo Ministro de Meio Ambiente ainda não foi indicado pela equipe.

Engenheira agrônoma e empresária, Tereza Cristina tem uma longa trajetória no setor agropecuário, tendo exercido a função de secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul.

Além da UDOP outras entidades de classe manifestaram apoio pela escolha de Tereza Cristina para a pasta. Em nota, a Sociedade Rural Brasileira (SRB) assinalou que a deputada tem ampla experiência no setor e que no ministério poderá seguir os trabalhos iniciados pela FPA, principalmente em relação às necessárias reformas no âmbito da defesa sanitária, política agrícola e comércio internacional.

Para a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), Tereza Cristina sempre atuou na defesa do setor e agora terá condições de trabalhar ainda mais em benefício do segmento.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar