acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Techint avança na disputa por 73% da CSA

12/12/2012 | 10h29

 

A Techint/Ternium está ganhando vantagem na disputa com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) para a compra de uma fatia da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), segundo duas fontes próximas a transação. Em um ano, essa é a segunda disputa entre as empresas em torno da aquisição de uma siderúrgica no Brasil.
No ano passado, a Techint/Ternium superou a CSN e entrou para o bloco de controle da Usiminas. De acordo com as mesmas fontes, apesar do avanço, a venda da CSA ainda deve demorar alguns meses.
No fim de novembro, a ThyssenKrupp, dona de 73,13% da CSA, informou que as empresas selecionadas na primeira fase do processo de venda da Steel Americas (que inclui a CSA e uma unidade americana) farão uma due dilligence (auditoria dos números) nas unidades para depois firmarem ofertas de compra.
A expectativa é de que o recebimento de todas as propostas ocorra ainda neste ano. Segundo informações não confirmadas pela empresa, a CSN já teria feito uma oferta de US$ 3 bilhões.
Novidades sobre a venda das unidades da Thyssen são esperadas para esta terça-feira, já que a companhia divulga resultados. Procurada, a CSN não quis comentar o tema. A Techint/Ternium não respondeu a solicitação da reportagem. 

A Techint/Ternium está ganhando vantagem na disputa com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) para a compra de uma fatia da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), segundo duas fontes próximas a transação. Em um ano, essa é a segunda disputa entre as empresas em torno da aquisição de uma siderúrgica no Brasil.


No ano passado, a Techint/Ternium superou a CSN e entrou para o bloco de controle da Usiminas. De acordo com as mesmas fontes, apesar do avanço, a venda da CSA ainda deve demorar alguns meses.


No fim de novembro, a ThyssenKrupp, dona de 73,13% da CSA, informou que as empresas selecionadas na primeira fase do processo de venda da Steel Americas (que inclui a CSA e uma unidade americana) farão uma due dilligence (auditoria dos números) nas unidades para depois firmarem ofertas de compra.


A expectativa é de que o recebimento de todas as propostas ocorra ainda neste ano. Segundo informações não confirmadas pela empresa, a CSN já teria feito uma oferta de US$ 3 bilhões.


Novidades sobre a venda das unidades da Thyssen são esperadas para esta terça-feira, já que a companhia divulga resultados. Procurada, a CSN não quis comentar o tema. A Techint/Ternium não respondeu a solicitação da reportagem. 

 



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar