acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

Tarifas da Comgás em São Paulo têm redução em todos os segmentos

03/10/2016 | 11h48

A ARSESP – Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo atualizou as tarifas da concessionária de gás canalizado COMGÁS, em decorrência da atualização do componente “preço do gás e transporte” considerado nas tarifas, e da parcela de recuperação do saldo da “conta gráfica” (que registra as diferenças entre o custo do gás e transporte previsto nas tarifas e o custo do gás e transporte efetivamente incorrido) constantes do último reajuste tarifário, realizado em maio de 2016 pela Deliberação ARSESP nº 648.

A redução do preço em dólar do gás importado e a menor taxa de câmbio – que ficaram abaixo do previsto por ocasião do reajuste ocorrido em maio de 2016, foram os fatores de redução na atualização do custo do gás e transporte. Além disso, foi aumentada a parcela de recuperação do saldo da conta gráfica, em razão do crescimento do saldo dessa conta após o último reajuste tarifário. Esses fatores levam à redução das tarifas finais do gás ao consumidor, principalmente nos segmentos dos grandes consumidores, em que o componente “custo do gás e transporte” tem maior peso. O preço do GNV - Gás Natural Veicular sofreu a menor redução, pois o saldo acumulado da conta gráfica no segmento, em favor da concessionária, ainda está sendo amortizado. Ressalte-se que a Arsesp não regula o preço de venda do GNV aos postos.

A título de exemplo, os valores finais das tarifas tiveram as seguintes alterações, por segmento de consumidores e faixa de consumo mensal de gás:

Tarifas – Com as novas tarifas, a fatura mensal para o consumidor residencial (10m³/mês) cai de R$ 41,99, já com o ICMS, para R$ 40,90, com uma redução de -2,58%. Para o segmento comercial (1.000 m³/mês) o valor passa de R$ 3.583,31 para R$ 3.463,03, com uma redução de

-3,36%. No segmento industrial (consumo de 1 milhão m³/mês) passa de R$ 1.307.490,02 para R$ 1.187.202,14, com uma redução de -9,2%. No GNV (Gás Natural Veicular), a queda foi de -0,07%.

As tabelas tarifárias completas constam da Deliberação ARSESP nº 670 (COMGÁS) disponível no site da ARSESP (www.arsesp.sp.gov.br – Legislação).

No caso das concessionárias Gás Brasiliano Distribuidora – GBD e Gás Natural São Paulo Sul - GNSPS, cujo suprimento é feito apenas por gás nacional, não houve alterações.

 

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar