acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Acidente

Refinaria de petróleo explode e causa incêndio em Porto Rico

23/10/2009 | 10h43

Onze tanques da refinaria Caribbean Petroleum Corporation (Capeco), nos arredores de San Juan, explodiram nesta sexta dando origem a um grande incêndio e um dos piores desastres ambientais na história da ilha, informaram as autoridades locais.

 

As enormes labaredas podem ser vistas a uma grande distância e, o incêndio é tão forte e perigoso, que os próprios bombeiros ainda não puderam se aproximar da refinaria para combater o fogo.

 

O superintendente da polícia, José Figueroa Sancha, explicou que as explosões aconteceram em 11 dos 30 tanques da refinaria logo após a meia-noite de quinta-feira e provocaram o pânico de centenas de moradores que residem nos arredores da refinaria situada em Bayamón.

 

"Não há lembrança de um incêndio desta magnitude em uma refinaria", acrescentou Figueroa Sancha, que prevê que levarão vários dias para controlar as chamas.

 

Acrescentou que é prematuro ainda identificar as causas do acidente e que, até o momento, não se registraram vítimas entre os empregados da refinaria.

 

Policiais locais de Bayamón e Guaynabo isolaram a zona, enquanto os bombeiros tentam chegar até o lugar do acidente para apagar o incêndio e confirmar se há vítimas dentro da refinaria.

 

Até o momento, uma pessoa ficou ferida pelo impacto da onda expansiva em seu rosto e foi atendida em um centro hospitalar da zona, mas várias pessoas estão chegando para serem atendidas com diversas contusões.

 

A onda expansiva provocou a ruptura dos vidros de veículos que circulavam por Bayamón e das janelas das casas da região.

 

Por precaução, as autoridades ordenaram de várias residências nos arredores da refinaria perante o risco que se estendesse o fogo.

 

Várias equipes de bombeiros estão mobilizadas em vários pontos próximos da refinaria à espera de poder intervir, mas o calor é tão intenso que ainda não puderam se aproximar o bastante.

 

O governador porto-riquenho, Luis Fortuño, ordenou que se ativasse o plano de emergência para acidentes graves.

 

A maioria das reservas de petróleo da Autoridade de Energia Elétrica (AEE) se armazena nos tanques da refinaria da CAPECO e tudo aponta a que os que explodiram se encontravam repletos de combustível.



Fonte: Terra
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar