acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Raízen adia ou desacelera investimentos

11/12/2013 | 08h53

 

Raízen adia ou desacelera investimentos
A Raízen Energia, companhia sucroalcooleira controlada por Cosan e Shell, terá em 2014 um novo corte de investimentos. Projetos não prioritários serão adiados ou executados de forma mais lenta para dar lugar aos que maximizam a eficiência agrícola. O vice-presidente de açúcar e etanol da empresa, Pedro Mizutani, diz que a contenção em toda a Raízen, que abarca também a operação de distribuição de combustível, deve ficar entre R$ 200 milhões e R$ 300 milhões por ano. A maior parte disso ocorrerá na operação sucroalcooleira. Um projeto que sofrerá ajustes é o de aumento da capacidade para fabricar etanol anidro, que é misturado à gasolina.

A Raízen Energia, companhia sucroalcooleira controlada por Cosan e Shell, terá em 2014 um novo corte de investimentos. Projetos não prioritários serão adiados ou executados de forma mais lenta para dar lugar aos que maximizam a eficiência agrícola. O vice-presidente de açúcar e etanol da empresa, Pedro Mizutani, diz que a contenção em toda a Raízen, que abarca também a operação de distribuição de combustível, deve ficar entre R$ 200 milhões e R$ 300 milhões por ano. A maior parte disso ocorrerá na operação sucroalcooleira. Um projeto que sofrerá ajustes é o de aumento da capacidade para fabricar etanol anidro, que é misturado à gasolina.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar