acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Etanol

Quatro países estão de olho na fábrica de polietileno verde da Braskem

24/09/2010 | 17h40

A Braskem está negociando a instalação de fábricas de polietileno verde com quatro países, afirmou hoje (24) o presidente da petroquímica, Bernardo Gradin durante coletiva à jornalistas, em Triunfo/ RS, antes da cerimônia de inauguração da fábrica na cidade gaúcha.

 

Sem informar quais são estes países, o executivo afirmou apenas que eles estão localizados na Europa, América e Ásia. Segundo o executivo, os países têm interesse em fazer projetos como o da fábrica de polietileno verde.

 

De acordo com Gradin, as unidades poderão ser construídas no exterior mesmo que a matéria-prima de abastecimento, o etanol, seja fornecido do Brasil. "Esses países querem que se repita o que foi feito no Rio Grande do Sul. Seriam fábricas simultâneas ao crescimento em polietileno verde no Brasil", afirmou o presidente da Braskem.

 

Gradin informou também que a empresa já recebeu muitos convites para eventuais parcerias para desenvolvimento de novas soluções para o mercado de etanol verde. Na ocasião, ele salientou que a cidade de Triunfo, que sedia a primeira unidade deste gênero da Braskem, não produz cana-de-açúcar, embora exista a possibilidade de que, com a unidade no local, empresários possam pensar em investir na região.

 

Além disso, o presidente da petroquímica destacou que na próxima reunião do conselho de administração, prevista para 6 de outubro, também será definido os novos passos da empresa neste segmento dentro do Brasil.

 

"As novidades ainda não passaram pelo conselho, mas garantimos a intenção de expandir os negócios em plástico verde no Brasil", afirmou Gradin. De acordo com ele, além da previsão de se tornar uma das maiores petroquímicas do mundo, a Braskem mantém o interesse de ser líder mundial em bioresinas.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar