acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Árvores de Natal

Protubo fecha contrato de quatro anos com a Cameron

28/06/2010 | 08h15

A Protubo finalizou com êxito a negociação de um contrato de quatro anos com a Cameron para o fornecimento de matéria-prima (tubos), serviço de cladeamento e fabricação de curvas para atender, inicialmente, ao projeto denominado  ANM Global que tem uma encomenda da Petrobras de 138 Árvores de Natal Molhada (ANM). A Cameron assinou com a Petrobras em setembro de 2009 contrato no valor de US$ 480 milhões para o fornecimento dessas ANMs.

 

“Este contrato nos enche de orgulho e responsabilidade, pois se trata do primeiro contrato onde efetuaremos o cladeamento dos tubos nas instalações da Protubo com a tecnologia Cladtek, produzido e inspecionado por brasileiros”, explica o diretor de operações e planejamento, Carlos Tavares. O cladeamento, que é uma tecnologia inédita no Brasil, consiste no revestimento de tubos de aço com ligas metálicas resistentes à corrosão.

Também segundo Carlos a Cameron efetuou uma auditoria técnica aprovando os processos e as instalações da Empresa. “Atualmente estamos na fase de compra dos tubos para atender este grande projeto que esperamos que seja o primeiro de muitos nesta nova modalidade de fornecimento”, finaliza.

Este fornecimento da Cameron corresponde ao primeiro de três lotes colocados em concorrência pela Petrobras, totalizando 306 ANMs.

 

O final de junho foi a fase das qualificações, tanto que acabamos de qualificar nosso primeiro EPS (Especificação de Procedimento de Soldagem) para revestimento de tubos por soldagem com Inconel (Weld Cladding Overlay). “O EPS foi criado e qualificado para atender o nosso cliente CAMERON, em seu contrato com a PETROBRAS. O EPS qualificou a faixa de metal de base entre API 5L Gr. B e API 5L Gr. X52, espessura nominal à partir 15,88 e diâmetro à partir de 5", para aplicação de  Inconel 625”, explica o Engenheiro Eduardo Menezes, Coordenador da Engenharia da Qualidade.



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar