acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Primeiro-ministro japonês visita Usina Nuclear de Fukushima

19/09/2013 | 11h58

 

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, visitou hoje (19) a Usina Nuclear de Fukushima Daiichi,  no Nordeste do pais, palco do pior acidente nuclear desde Chernobil (Ucrânia), por causa de um terremoto seguido de tsunami, em 11 de março de 2011.  Abe esteve na central nuclear que despejou 300 toneladas de água contaminada no Oceano Pacífico.
O primeiro-ministro, que já esteve em Fukushima em 29 de dezembro, visitou o local com os funcionários da Tokyo Electric Power (Tepco) - empresa que administra a usina nuclear - que nas últimas semanas investigam tanque de armazenamento que recentemente derramou 300 toneladas de água contaminada.
Shinzo Abe conheceu os avanços da instalação do sistema avançado de processamento de líquidos que vai reciclar a água contaminada e que deverá estar completamente instalado nos próximos dias. O sistema de reciclagem vai custar 353 milhões de euros e deve solucionar o problema de derramamento de água radioativa no mar.
Técnicos da Tepco começaram a desmontar na terça-feira (17) o tanque que vazou água altamente radioativa no mês passado. Segundo a empresa, o trabalho de desmontagem do tanque de armazenamento deve durar vários dias.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, visitou hoje (19) a Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do pais, palco do pior acidente nuclear desde Chernobil (Ucrânia), por causa de um terremoto seguido de tsunami, em 11 de março de 2011.  Abe esteve na central nuclear que despejou 300 toneladas de água contaminada no Oceano Pacífico.


O primeiro-ministro, que já esteve em Fukushima em 29 de dezembro, visitou o local com os funcionários da Tokyo Electric Power (Tepco) - empresa que administra a usina nuclear - que nas últimas semanas investigam tanque de armazenamento que recentemente derramou 300 toneladas de água contaminada.


Shinzo Abe conheceu os avanços da instalação do sistema avançado de processamento de líquidos que vai reciclar a água contaminada e que deverá estar completamente instalado nos próximos dias. O sistema de reciclagem vai custar 353 milhões de euros e deve solucionar o problema de derramamento de água radioativa no mar.


Técnicos da Tepco começaram a desmontar na terça-feira (17) o tanque que vazou água altamente radioativa no mês passado. Segundo a empresa, o trabalho de desmontagem do tanque de armazenamento deve durar vários dias.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar