acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preços

Petróleo apaga ganhos e recua com dúvidas sobre comércio entre EUA e China

20/03/2019 | 10h34

Os contratos futuros de petróleo operam em baixa na manhã desta quarta-feira, revertendo ganhos da madrugada, em meio a dúvidas sobre a capacidade de Estados Unidos e China de fechar um acordo comercial e encerrar a batalha tarifária iniciada em meados do ano passado.

Ontem, surgiram relatos de que o governo chinês estaria mostrando resistência a demandas feitas por Washington nas recentes discussões comerciais. Por outro lado, fontes dizem que funcionários de alto escalão dos EUA viajarão para a China na próxima semana para dar continuidade ao diálogo comercial.

Horas atrás, o petróleo exibia valorização modesta, em reação a números amplamente favoráveis da pesquisa semanal do American Petroleum Institute (API) sobre os estoques dos EUA.

Ontem à tarde, o API estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA sofreu queda de 2,1 milhões de barris na última semana. O API também apontou reduções nos estoques de gasolina, de 2,8 milhões de barris, e de destilados, de 1,6 milhão de barris.

No fim da manhã, às 11h30 (de Brasília), o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano divulga a pesquisa oficial sobre estoques, que inclui dados sobre a produção dos EUA. Analistas consultados pela Dow Jones Newswires preveem que o DoE mostrará aumento de 800 mil barris nos estoques de petróleo bruto da semana passada.

Investidores dos mercados de petróleo também aguardam a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), a ser divulgada no meio da tarde.

Às 8h17 (de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para maio caía 0,33% na Intercontinental Exchange (ICE), a US$ 67,39, enquanto o do WTI para o mesmo mês recuava 0,93% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 58,74.



Fonte: Dow Jones Newswires, 20/03/2019
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar