acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pacto Global

Petrobras participa do Leaders Summit em Nova York

23/09/2013 | 08h18
Petrobras participa do Leaders Summit em Nova York
Agência Petrobras Agência Petrobras

 

O gerente executivo de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi, discursou nesta sexta-feira (20) no Leaders Summit 2013, reunião trienal dos executivos de empresas que fazem parte do Pacto Global das Nações Unidas, em Nova York. O evento contou com uma plateia formada por líderes dos setores público e privado e organizações da sociedade civil, incluindo o diretor executivo do Pacto Global, George Kell, que deu as boas-vindas elogiando não só o engajamento da Petrobras com a iniciativa, mas também dizendo que a empresa é referência em ações sociais e ambientais e um exemplo a ser seguido.
 
Tripodi apresentou o progresso que a Petrobras fez em seus esforços de responsabilidade social e as metas que está trabalhando alinhadas aos dez princípios do Pacto Global da ONU, relacionados aos temas de Direitos Humanos, Práticas de Trabalho, Meio Ambiente, Transparência e Combate à Corrupção. A apresentação aconteceu durante o café da manhã "Histórias de Sucesso”, no hotel Grand Hyatt New York.
 
Em seu discurso, o executivo destacou as ações de Responsabilidade Social que a Petrobras desenvolve. "Como uma grande companhia global, o principal desafio da Petrobras é garantir que a responsabilidade social seja considerada na gestão e em todas as nossas operações. A Petrobras será capaz de analisar o risco social e os impactos nos direitos humanos e desenvolvimento local de todos os projetos, desde o primeiro dia. Isso não só permite atenuar os riscos e fornecer oportunidades nas comunidades em que operamos, como também permite que evitemos alterações dispendiosas aos projetos mais adiante, produzindo tanto valor social como financeiro”, explicou o representante da Petrobras.
 
Após a apresentação da Petrobras, Tripodi se encontrou com o secretário geral da ONU, Ban Ki Moon, que agradeceu a participação da empresa no evento. “É uma grande honra para a Petrobras participar deste evento e trabalhar juntamente com o Pacto Global da ONU para assegurar que a responsabilidade social esteja entrelaçada às práticas de negócios das companhias em todo o mundo. Este é um valor fundamental para a Petrobras, e estamos aperfeiçoando a forma como fazemos negócios para garantir que esta seja uma condição chave em tudo que fazemos”, disse Tripodi. A Petrobras juntou-se ao Pacto Global em 2003 e tornou-se um membro do seu Conselho Internacional em 2006.
 
Índice de ações do Pacto Global
 
A Petrobras aparece na lista das 100 empresas do Global Compact 100 (GC 100), índice de ações do Pacto Global da ONU lançado na quarta-feira (18/9). O índice avalia o desempenho de empresas signatárias dos dez princípios do Pacto Global, em políticas de sustentabilidade e no mercado de ações. A Companhia está entre as que se destacam nas áreas de direitos humanos, normas trabalhistas, gestão ambiental e anticorrupção. As empresas selecionadas apresentaram um retorno nos investimentos de 26,4% durante o ano passado, superando o mercado geral de ações mundial. O "GC 100" foi lançado em parceria com a companhia de pesquisa Sustainalytics.
 
Neste mês, a Petrobras foi selecionada para integrar o Dow Jones Sustainability Index World (DJSI World), pelo oitavo ano consecutivo, obtendo nota máxima nos critérios Transparência e Liberações ao Meio Ambiente. Destacou-se, ainda, nos critérios Impacto Social nas Comunidades, Políticas e Sistemas de Gestão Ambiental e Gerenciamento de Risco e Crise. A Companhia já havia renovado a sua participação no Dow Jones Sustainability Emerging Markets, que engloba 81 empresas de 20 países em desenvolvimento.
 
A presença da Petrobras nestes índices reflete o empenho constante da Companhia em alinhar seu crescimento ao desenvolvimento sustentável, minimizando e mitigando o impacto de suas atividades no meio ambiente e reforçando seu compromisso com a sociedade e seus acionistas.
 
Leaders Summit
 
A Petrobras participa do Leaders Summit desde a sua primeira reunião em 2004. O evento é o maior encontro do tipo e uma oportunidade para os participantes discutirem estratégias de sustentabilidade corporativa e definirem metas coletivas para o futuro. Este ano, milhares de executivos de mais de 100 países participaram da Cúpula para o lançamento da plataforma "Arquitetos de um Mundo Melhor" – que vincula os valores universais da ONU a uma nova arquitetura global de sustentabilidade corporativa.
 
O Pacto Global da ONU reúne quase oito mil signatários corporativos, sendo cerca de mil companhias de capital aberto. As empresas signatárias se comprometem com os princípios de direitos humanos, práticas trabalhistas, ambientais, de transparência e de luta contra a corrupção. 

O gerente executivo de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi, discursou na última sexta-feira (20) no Leaders Summit 2013, reunião trienal dos executivos de empresas que fazem parte do Pacto Global das Nações Unidas, em Nova York. O evento contou com uma plateia formada por líderes dos setores público e privado e organizações da sociedade civil, incluindo o diretor executivo do Pacto Global, George Kell, que deu as boas-vindas elogiando não só o engajamento da Petrobras com a iniciativa, mas também dizendo que a empresa é referência em ações sociais e ambientais e um exemplo a ser seguido.

 

Tripodi apresentou o progresso que a Petrobras fez em seus esforços de responsabilidade social e as metas que está trabalhando alinhadas aos dez princípios do Pacto Global da ONU, relacionados aos temas de Direitos Humanos, Práticas de Trabalho, Meio Ambiente, Transparência e Combate à Corrupção. A apresentação aconteceu durante o café da manhã "Histórias de Sucesso”, no hotel Grand Hyatt New York.

 

Em seu discurso, o executivo destacou as ações de Responsabilidade Social que a Petrobras desenvolve. "Como uma grande companhia global, o principal desafio da Petrobras é garantir que a responsabilidade social seja considerada na gestão e em todas as nossas operações. A Petrobras será capaz de analisar o risco social e os impactos nos direitos humanos e desenvolvimento local de todos os projetos, desde o primeiro dia. Isso não só permite atenuar os riscos e fornecer oportunidades nas comunidades em que operamos, como também permite que evitemos alterações dispendiosas aos projetos mais adiante, produzindo tanto valor social como financeiro”, explicou o representante da Petrobras.

 

Após a apresentação da Petrobras, Tripodi se encontrou com o secretário geral da ONU, Ban Ki Moon, que agradeceu a participação da empresa no evento. “É uma grande honra para a Petrobras participar deste evento e trabalhar juntamente com o Pacto Global da ONU para assegurar que a responsabilidade social esteja entrelaçada às práticas de negócios das companhias em todo o mundo. Este é um valor fundamental para a Petrobras, e estamos aperfeiçoando a forma como fazemos negócios para garantir que esta seja uma condição chave em tudo que fazemos”, disse Tripodi. A Petrobras juntou-se ao Pacto Global em 2003 e tornou-se um membro do seu Conselho Internacional em 2006.

 

Índice de ações do Pacto Global

 

A Petrobras aparece na lista das 100 empresas do Global Compact 100 (GC 100), índice de ações do Pacto Global da ONU lançado na quarta-feira (18/9). O índice avalia o desempenho de empresas signatárias dos dez princípios do Pacto Global, em políticas de sustentabilidade e no mercado de ações. A Companhia está entre as que se destacam nas áreas de direitos humanos, normas trabalhistas, gestão ambiental e anticorrupção. As empresas selecionadas apresentaram um retorno nos investimentos de 26,4% durante o ano passado, superando o mercado geral de ações mundial. O "GC 100" foi lançado em parceria com a companhia de pesquisa Sustainalytics.

 

Neste mês, a Petrobras foi selecionada para integrar o Dow Jones Sustainability Index World (DJSI World), pelo oitavo ano consecutivo, obtendo nota máxima nos critérios Transparência e Liberações ao Meio Ambiente. Destacou-se, ainda, nos critérios Impacto Social nas Comunidades, Políticas e Sistemas de Gestão Ambiental e Gerenciamento de Risco e Crise. A Companhia já havia renovado a sua participação no Dow Jones Sustainability Emerging Markets, que engloba 81 empresas de 20 países em desenvolvimento.

 

A presença da Petrobras nestes índices reflete o empenho constante da Companhia em alinhar seu crescimento ao desenvolvimento sustentável, minimizando e mitigando o impacto de suas atividades no meio ambiente e reforçando seu compromisso com a sociedade e seus acionistas.

 

Leaders Summit

 

A Petrobras participa do Leaders Summit desde a sua primeira reunião em 2004. O evento é o maior encontro do tipo e uma oportunidade para os participantes discutirem estratégias de sustentabilidade corporativa e definirem metas coletivas para o futuro. Este ano, milhares de executivos de mais de 100 países participaram da Cúpula para o lançamento da plataforma "Arquitetos de um Mundo Melhor" – que vincula os valores universais da ONU a uma nova arquitetura global de sustentabilidade corporativa.

 

O Pacto Global da ONU reúne quase oito mil signatários corporativos, sendo cerca de mil companhias de capital aberto. As empresas signatárias se comprometem com os princípios de direitos humanos, práticas trabalhistas, ambientais, de transparência e de luta contra a corrupção.

 

*Na foto: gerente Executivo de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar