acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia Limpa

Ônibus a Hidrogênio vai circular na Cidade Universitária

29/06/2010 | 10h55

Após participar de um rali e transportar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 31 de maio, na abertura do 10º Challenge Bibendum promovido pela Michellin, no Riocentro, o Ônibus a Hidrogênio da Coppe está sendo preparado para começar a circular, no próximo mês de julho, na Cidade Universitária, no Rio de Janeiro. A equipe do Laboratório de Hidrogênio da Coppe está fazendo os últimos ajustes técnicos no veículo que participou do rali durante o evento, na categoria veículos urbanos, vencendo quatro dos seis quesitos avaliados na prova: eficiência energética, emissão de gases poluentes, ruído e manobrabilidade.

 

Considerado a evolução do transporte urbano, o primeiro Ônibus a Hidrogênio do Brasil com tecnologia 100% nacional é uma opção de transporte sustentável para o Rio de Janeiro para a Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016. A partir do segundo semestre de 2010, o coletivo fará uma linha regular na Zona Sul da cidade do Rio, que será operada por empresa selecionada pela Fetranspor.

 

Esse é o primeiro de uma série de três ônibus desenvolvidos no Laboratório de Hidrogênio da Coppe. O segundo ônibus será elétrico híbrido a álcool e o terceiro exclusivamente elétrico. Entre 2010 e 2011, os três veículos estarão circulando nas ruas do Rio, quando serão comparados aos ônibus convencionais movidos a diesel.

 

Transporte para o futuro

 

Com autonomia para rodar até 300 quilômetros, o Ônibus a Hidrogênio da Coppe é movido a energia elétrica obtida de um conjunto de baterias ligadas na rede e complementada com energia produzida a bordo, por uma pilha a combustível alimentada com hidrogênio. Isso significa um veículo silencioso, com eficiência energética muito maior que a dos ônibus convencionais a diesel e com emissão zero de poluentes. O que sai de seu cano de descarga é apenas vapor de água, tão limpo que, se condensado, resultaria em água para consumo.

 

O veículo, que conta com financiamento da Finep, Petrobras, CNPq e Faperj, tem tamanho e aparência iguais a um ônibus urbano convencional, porém possui o mesmo sistema de recuperação de energia cinética utilizado pelos carros de Fórmula 1. A diferença é que, na Fórmula 1, esse sistema é voltado para ganho de velocidade e, nos ônibus da Coppe, para aumento da eficiência energética e economia de combustível.

 

Seu pioneirismo está no fato de terem sidos desenvolvidos no Brasil todos os equipamentos e subsistemas tecnológicos importantes para essa aplicação. O sistema de tração elétrica oferece partidas e deslocamentos suaves e permite otimizar o seu desempenho em função do ciclo de rodagem. O projeto tem entre seus parceiros técnicos as empresas Weg, Rotarex, Busscar, Guardian, EnergiaH, Energysat, Electrocell, Controllato e Hubz.

 

Lançado dia 26 de abril, no Aterro do Flamengo, o Ônibus a Hidrogênio da Coppe faz parte do Programa Rio Transporte Sustentável, da Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro, em parceria com a Fetranspor e a Secretaria Municipal de Transportes. O lançamento contou com apoio da Usiminas e da Eletrobrás.



Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar