acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
MME

Nota sobre a política de preços

04/06/2018 | 11h41

A política de liberdade de preços da Petrobras, assim como das demais empresas de petróleo que atuam no país, é uma política de Governo. A Petrobras teve e tem total autonomia para definir sua própria política de preços.

O que o Ministério de Minas e Energia colocou em debate público visa a criação para o País de uma política de amortecimento dos preços dos combustíveis ao consumidor, um mecanismo que proteja o consumidor da volatilidade dos preços dos combustíveis nas bombas. Algo fora da política de preços da Petrobrás.

A discussão desse mecanismo de proteção ao consumidor final - já mencionado pelo ministro Moreira Franco como um "colchão" amortecedor dos impactos cambiais e das oscilações dos preços do petróleo no mercado internacional - foi iniciada hoje, entre técnicos do MME e da ANP. Nova reunião está agendada para segunda feira, 04 de junho, com a participação de técnicos do Ministério da Fazenda.

Essa política de proteção terá que preservar a atual prática de preços de mercado para o produtor e importador, o que é tido pela atual administração como um ponto fundamental para a atração de investimentos para o setor. Vai trazer previsibilidade e segurança ao consumidor e ao investidor.

O Grupo de Trabalho vai convidar especialistas no assunto para ajudar a construir uma solução que permita, por um lado, a continuidade da prática de preços livres ao produtor/importador e, por outro, o amortecimento dos preços ao consumidor.

 

 



Fonte: Redação/Assessoria MME
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar