acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

NKT Flexibles recebe LI para fabricar e estocar tubos flexíveis no Superporto do Açu

24/05/2012 | 10h52
A LLX, empresa de logística do Grupo EBX, anunciou na quarta-feira (23) que a NKT Flexibles (NKTF) recebeu Licença de Instalação para fabricação, armazenamento e estocagem de tubos flexíveis no Complexo Industrial do Superporto do Açu, em construção pela companhia em São João da Barra (RJ). A licença, concedida pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), também prevê o manuseio, carregamento e descarregamento de linhas flexíveis.

A unidade da NKTF, com início de produção previsto para 2013, será instalada na margem direita do TX2, terminal onshore do Superporto do Açu. Com 210 metros de frente de cais e 121.905 m² de área total, ela terá capacidade para produção de 250 km de tubos flexíveis por ano, e atenderá às demandas das indústrias offshore de petróleo e química. O investimento para instalação da unidade no Superporto do Açu será de US$ 200 milhões, com geração de 400 empregos diretos.

“A concessão desta licença marca o início da instalação do polo de indústrias de apoio offshore no TX2 e confirma a condição de excelência oferecida pelo Superporto do Açu para as empresas que prestam serviços para a indústria de petróleo e gás. Em operação a partir de 2013 e englobando toda a Bacia de Campos num raio de apenas 150 km, o Superporto do Açu é hoje o quintal do pré-sal”, comentou Otávio Lazcano, diretor presidente da LLX.

Integrante do grupo National Oilwell Varco, a NKT é a terceira maior fabricante de tubos flexíveis do mundo. No Brasil, a subsidiária assinou em maio de 2011, um contrato com a Petrobras com valor potencial de US$ 1,86 bilhão para o fornecimento de até 694 km de tubos flexíveis.

O contrato para a instalação da unidade no Superporto do Açu foi assinado entre a LLX e NKTF em outubro de 2011.
 
 
Technip também atuará no porto

Instalada na margem direita do TX2, terminal onshore do Superporto do Açu, a unidade terá 500 metros de frente de cais e 289.200 m² de área total. A Technip prevê iniciar imediatamente a construção da unidade, que deve operar a partir de 2013. A previsão é que sejam investidos R$ 650 milhões, com geração de 600 empregos diretos.

A companhia também atuará na fabricação, armazenamento e estocagem de tubos flexíveis, além do manuseio, carregamento e descarregamento de linhas flexíveis.
 
 
O texto foi alterado para acréscimo de informações às 17h13, do dia 24/05. 


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar