acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Investimentos

Na busca oportunidades para investir, delegação de empresários libaneses estão na Brasil

29/11/2016 | 09h33

A maior comitiva de investidores libaneses a visitar o Brasil participa da 1ª Conferência Latino-Americana do Potencial da Diáspora Libanesa, realizada neste domingo (27) e segunda-feira (28), em São Paulo. Uma missão de 80 empresários libaneses acompanha o evento com o ministro dos Assuntos Estratégicos e Emigrantes do Líbano, Gebran Bassil.

O grupo de investidores tem interesse em prospectar oportunidades de negócio no País. Para atender à demanda, a conferência terá painéis temáticos abordando oportunidades no Brasil e na América Latina para investimentos, mercado para produtos libaneses e sistema bancário e financeiro.

Em entrevista exclusiva ao Portal Planalto, o cônsul-geral do Líbano em São Paulo, Kabalan Frangieh, declarou que o grupo de empresários libaneses identifica o momento atual, em que o governo realiza reformas importantes para a retomada do crescimento econômico, como ideal para investir no Brasil.

“É a maior comitiva da história do Líbano que está vindo para cá. São empresários que estão na Europa, em Dubai, na Austrália, que vêm com o ministro para ver quais são as oportunidades aqui, com o objetivo de investir no País”, afirma. “As reformas, a presença do presidente Michel Temer, descendente libanês também. Todos esses fatores puxam empresários para vir aqui porque eles têm mais confiança. Os projetos que o governo tem [desenvolvido] ajudam muito”, completa.

De acordo com o cônsul, o interesse principal dos empresários libaneses é de entrar no mercado brasileiro por meio de Investimento Direto no País (FDI na sigla em inglês), aportando recursos na forma de participação acionária em empresas já existentes ou na criação de novas empresas.

“Eles querem ajudar, eles acham neste momento que o Brasil é o lugar para investir agora. Todo mundo sabe que o Brasil vive tempo difícil, mas esses empresários olham para a frente, acham que o Brasil vai para frente. Acham que esse é o tempo para começar, para comprar”, diz.

Considerando o volume de transações comerciais entre os dois países, que em 2015 foi de US$ 310 milhões, Kabalan Frangieh avalia que a conferência também pode exercer um importante papel para aumentar o volume de trocas. “Esses dois países têm que fazer mais intercâmbio, têm que fazer mais investimentos”, afirma.

E ele aponta que a presença da missão dos empresários libaneses ajudará neste sentido. O volume de exportações brasileiras para o Líbano foi de cerca de US$ 286 milhões, sendo a carne o principal produto comercializado. Por outro lado, o Brasil importou US$ 24 milhões, sendo fertilizantes o produto mais comprado do parceiro. Em 2016, o maior volume de importações do Líbano tem sido de produtos alimentícios.

 

 



Fonte: Redação/Portal Planalto
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar