acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
PD&I

Liberação de recursos para obras em institutos de ciência e tecnologia

29/02/2016 | 11h34

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, participou nesta sexta-feira (26) de cerimônia na Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTI), no Rio de Janeiro, para liberação de R$ 100 milhões para conclusão de obras nos institutos de ciência e tecnologia (ICTs). Os convênios assinados, que contemplam 91 construções de 31 instituições, revigoram as pesquisas científicas.

"Temos que acreditar que o sistema de ensino e de pesquisa criou massa crítica para aprofundar todas as questões, resolvendo os gargalos e, sobretudo, fazendo com que, independente de quem estiver à frente da gestão, as estratégias das instituições não sejam comprometidas. Reunir quem entende do assunto e escutar as reivindicações é fundamental para um bom andamento desse trabalho", disse o ministro em discurso.

As obras aprovadas foram apoiadas em chamadas anteriores do Fundo Setorial de Infraestrutura (CT-Infra), que financia projetos para implantação de infraestrutura física e laboratorial em universidades, institutos tecnológicos e centros de pesquisa.

Pansera também comentou as negociações de um empréstimo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que, segundo ele, possibilitará ao Brasil dar um salto em C&T. O projeto, considerado estratégico para o país, tem três desafios principais: expansão, consolidação e integração do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação; apoio ao aumento da capacidade de inovação empresarial; e desenvolvimento e domínio de tecnologias críticas.

O presidente da Finep, Wanderley de Souza, destacou a importância da liberação desses recursos para que, de fato, haja uma infraestrutura científica de ponta no Brasil.

"O que estamos consolidando hoje é uma grande vitória para a comunidade científica. Temos, na Finep, a possibilidade de consolidação dos trabalhos dos pesquisadores, através dos investimentos que são feitos. O cumprimento de obras é de fundamental importância, assim como rever a questão dos investimentos em manutenção de equipamentos, que também é indispensável ao bom funcionamento do trabalho", afirmou.

Também estiveram presentes na cerimônia a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Ângela Maria Paiva, representando a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes); o reitor da Universidade do Centro Oeste do Paraná, Aldo Nelson Bona, representando a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem); além de pró-reitores de pesquisa e pós-graduação, e presidentes de fundações de apoio das universidades selecionadas.



Fonte: Assessoria MCTI
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar