acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

GE Oil & Gas apresenta nova tecnologia para indústria offshore na AL

26/10/2016 | 09h15

A GE Oil & Gas está investindo no desenvolvimento e na fabricação da próxima geração de tubos flexíveis, utilizando a tecnologia de compósitos para criar uma solução 30% mais leve do que os risers tradicionais. O tubo flexível compósito expande o alcance das linhas de fluxo para águas com profundidades de mais de 3 mil metros, enquanto oferecem uma economia de aproximadamente 20% no custo total instalado.

“Os recursos offshore estão em locais cada vez mais remotos, com condições extremamente complexas e exigentes, como as reservas da camada pré-sal. Nesse sentido, o mercado vem experimentando ao mesmo tempo novas oportunidades e também a necessidade de equipamentos e soluções que possam melhorar a produtividade, a flexibilidade operacional e reduza os custos operacionais. A nova tecnologia compósita da GE Oil & Gas oferece um processo de instalação mais simples e custos de estocagem e transporte mais baratos”, afirma Rogerio Mendonça, presidente e CEO da GE Oil & Gas para América Latina.

Os risers têm sido fundamentais para o desenvolvimento e o avanço da exploração offshore. Um tubo flexível substancialmente mais leve é capaz de entregar os mesmos benefícios que um tradicional economizando no custo total instalado e reduzindo o peso pela substituição de componentes de aço pelo material compósito a base de fibra de carbono termoplástico não-metálico, que possui força equivalente ao aço e reduz o peso total em um terço.

A GE vê a oferta de tubos flexíveis como fundamental para os esforços submarinos na América Latina e, por isso, investiu US$ 20 milhões na construção de um laboratório feito sob medida para desenvolver risers personalizados para a camada pré-sal e exploração de petróleo em águas profundas. “Este novo lançamento reforça nosso portfólio e fortes pesquisas, bem como desenvolve novas capacidades para a região”, revela Mendonça.

A partir do início do próximo ano, a companhia irá realizar testes de fadiga de flexão dinâmica em grande escala nos risers de oito polegadas. O programa completo, que abrange flexíveis de diversos tamanhos, está previsto para ser concluído em 2018.

 

Aplicação do material compósito nos risers flexíveis da GE é resultado de um projeto global que contou com a participação dos pesquisadores dos Centros de Pesquisas da GE no Brasil e em Niskayuna (NY), em parceria com os times de tecnologia da GE Oil & Gas Flexibles de Newcastle (UK). A fabricação destes ativos será em Newcastle e, a partir de 2018, também na unidade de Niterói da GE Oil & Gas.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar