acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Exportações superaram importações, mas saldo da balança em abril ainda é deficitário

16/04/2012 | 18h05
As exportações brasileiras somaram US$ 4,848 bilhões na semana passada, o que dá uma média diária de US$ 969,6 milhões, aumento de 14,8% em relação à semana imediatamente anterior. As importações atingiram US$ 4,836 bilhões, com aumento de 5,4% pelo mesmo critério. A diferença entre compras e vendas externas ficou em US$ 12 milhões entre os dias 9 e 13.

Apesar do superávit obtido na semana passada, o desempenho da balança comercial em abril segue negativo em US$ 268 milhões, em decorrência do fraco desempenho dos embarques brasileiros na primeira semana do mês, quando as compras de produtos estrangeiros custaram US$ 280 milhões a mais do que o país conseguiu com as vendas para o exterior.

Os números divulgados hoje (16) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostram que o melhor desempenho das exportações, na semana passada, decorreu principalmente do aumento de 38,2% nos embarques de produtos básicos em relação à semana anterior, que teve um dia útil a menos. Os destaques foram petróleo, minério de ferro, soja e carne suína.

Além dos produtos básicos, o MDIC registrou crescimento de 11,8% nas vendas de manufaturados (óleos combustíveis, óxidos e hidróxidos de alumínio, automóveis, máquinas para terraplenagem e laminados planos). Em contrapartida, houve retração de 29,6% nas vendas de semimanufaturados (açúcar em bruto, celulose, ferro-ligas e ferro fundido, couros e peles).

Os maiores gastos, no mesmo período, decorreram da importação de combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, produtos siderúrgicos e farmacêuticos, além de plásticos e obras. Enquanto isso, o brasileiro gastou menos com adubos e fertilizantes, borracha, automóveis e autopeças.

No acumulado dos 72 dias úteis do ano, até a última sexta-feira (13), as exportações somam US$ 63,306 bilhões, contra importações de US$ 61,149 bilhões, o que resulta em superávit de US$ 2,157 bilhões. O saldo é, porém, 48,5% menor que os US$ 3,953 bilhões contabilizados em igual período do ano passado. As exportações cresceram 4,3% no ano, mas as importações aumentaram 8,2%.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar