acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria Naval

Estaleiro EBR inicia atividades no começo de 2014

11/12/2013 | 11h07
Estaleiro EBR inicia atividades no começo de 2014
Estaleiro EBR. Divulgação Estaleiro EBR. Divulgação

 

Estaleiro EBR inicia atividades no começo de 2014
O estaleiro EBR, em São José do Norte no Estado do Rio Grande do Sul, está com as obras bastante avançadas e no começo de 2014 estará com parte do empreendimento pronto para iniciar a construção de módulos para plataformas. O EBR encontra-se na fase de edificação das áreas industriais e construção do cais. 
Alberto Padilha, presidente do estaleiro, afirma que no segundo semestre de 2014 o EBR estará com o cais pronto para iniciar serviços de integração de módulos em plataformas de petróleo. O estaleiro terá capacidade para processar 110 mil toneladas de aço por ano e cais de 820 metros, extensão suficiente para realizar a integração de módulos em duas plataformas simultaneamente.
"Cerca de 650 pessoas trabalham na implantação do estaleiro. No pico de operação do estaleiro, previsto para final de 2014 e início de 2015, deve-se atingir 3 mil empregos diretos e 10 mil indiretos", informou.
 
O EBR já nasce com a encomenda da construção e integração dos módulos da plataforma P-74 para a Petrobras, que será a primeira plataforma a operar no campo da Cessão Onerosa e terá capacidade para processar 150 mil barris de petróleo por dia.

O estaleiro EBR, em São José do Norte no Estado do Rio Grande do Sul, está com as obras bastante avançadas e no começo de 2014 estará com parte do empreendimento pronto para iniciar a construção de módulos para plataformas. O EBR encontra-se na fase de edificação das áreas industriais e construção do cais. 

Alberto Padilha, presidente do estaleiro, afirma que no segundo semestre de 2014 o EBR estará com o cais pronto para iniciar serviços de integração de módulos em plataformas de petróleo. O estaleiro terá capacidade para processar 110 mil toneladas de aço por ano e cais de 820 metros, extensão suficiente para realizar a integração de módulos em duas plataformas simultaneamente.

"Cerca de 650 pessoas trabalham na implantação do estaleiro. No pico de operação do estaleiro, previsto para final de 2014 e início de 2015, deve-se atingir 3 mil empregos diretos e 10 mil indiretos", informou.

O EBR já nasce com a encomenda da construção e integração dos módulos da plataforma P-74 para a Petrobras, que será a primeira plataforma a operar no campo da Cessão Onerosa e terá capacidade para processar 150 mil barris de petróleo por dia.



Fonte: Redação TN
Autor: Maria Fernanda Romero
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar