acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Investimento

Enel Distribuição São Paulo inaugura subestação em Alphaville

06/06/2019 | 15h49

Com R$ 48,5 milhões de investimento, a Enel Distribuição São Paulo inaugura, hoje, a nova subestação Alphaville, localizada na Avenida Andrômeda, na região do Green Valley, em Barueri. Mais de 240 mil pessoas que moram no Alpha Conde, Alpha Plus, residenciais zero, um, dois, doze, entre outros bairros ou que frequentam o Centro Comercial serão beneficiadas.

A subestação foi projetada para a potência instalada de 256 MVA (Mega-Volt-Ampere) e até 22 circuitos de distribuição de energia, o que a classifica como a segunda maior subestação em capacidade instalada da distribuidora. A construção desta subestação, em conjunto com as novas Linhas de Distribuição Subterrânea e Aérea Alphaville, vão garantir mais confiabilidade no fornecimento de energia, bem como o crescimento da região, aliviando as cargas das subestações vizinhas.

A nova subestação é totalmente automatizada e monitorada à distância, por meio da Central de Operações da distribuidora, localizada na cidade de Barueri, na região metropolitana de São Paulo. Com isso, técnicos da concessionária também podem atuar remotamente nos equipamentos da subestação, o que evita o deslocamento de equipes.

A obra teve início em dezembro de 2017, com a topografia, limpeza e terraplanagem do terreno. Em abril de 2018, começou a construção das edificações, montagem eletromecânica e comissionamento dos equipamentos. No total, a obra contou com uma equipe de 40 pessoas, entre funcionários próprios e terceirizados.

Atualmente, a Enel Distribuição São Paulo possui 192 subestações, com 463 transformadores que totalizam uma capacidade instalada de 15.420 MVA.

Outros investimentos na região

Estão previstas cerca de 8,2 mil podas na região e a instalação de 7,2 km de Spacer Cable, um tipo de cabeamento mais resistente à interferência de ventos fortes, galhos e quedas de árvores.

Nos três primeiros meses do ano, a companhia já investiu em tecnologia na região, como a instalação de dois conjuntos de religadores automáticos, equipamentos instalados na rede com o objetivo de reduzir o número de ocorrências e diminuir o tempo para o restabelecimento da energia.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar