acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Diplomacia

Embaixador diz que acordo Itaipu-Scania fortalece relação bilateral entre Brasil e Suécia

19/11/2014 | 10h46
Embaixador diz que acordo Itaipu-Scania fortalece relação bilateral entre Brasil e Suécia
Divulgação Divulgação

O embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn, afirmou que o acordo de cooperação técnica assinado entre Itaipu Binacional e a montadora Scania, na manhã desta terça-feira (18), no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu (PR), fortalece a relação bilateral entre os dois países e contribui na busca de soluções ambientalmente sustentáveis na área de mobilidade urbana.

Hjelmborn participou da solenidade ao lado do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek; do diretor superintendente da Fundação PTI, Juan Carlos Sotuyo; do diretor de Vendas de ônibus da Scania no Brasil, Silvio Munhoz; e de representantes do Itamaraty, prefeituras da região e institutos de pesquisa.

“O desenvolvimento sustentável é fundamental para tornar as cidades lugares cada vez melhores para se viver, estudar e trabalhar”, disse o embaixador, lembrando que Brasil e Suécia desenvolvem diversas parcerias em áreas-chave, como o comércio, e investimentos em bioenergia, biocombustíveis, inovação e defesa.

“A Suécia foi um dos países pioneiros no desenvolvimento e na aplicação de tecnologias para o aproveitamento do biogás. As soluções suecas são internacionalmente reconhecidas como altamente inovadoras”, ressaltou o embaixador. “O uso de tecnologias avançadas trouxe inúmeros benefícios para a população sueca e agora também é uma realidade para o Brasil”.

O acordo assinado entre Itaipu e Scania prevê estimular no Brasil o uso do biometano como combustível veicular. Participam do projeto o Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás-ER, desenvolvido pela Itaipu e outras 19 entidades parceiras), Fundação PTI e Granja Haacke, de Santa Helena (a 100 km de Foz do Iguaçu) – onde o biometano usado na binacional é produzido, filtrado e envazado.



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar