acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indicadores

Economia da OCDE desacelera para 0,4% no primeiro trimestre

20/05/2014 | 10h50

 

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) desacelerou no primeiro trimestre em relação ao período anterior, ao atingir 0,4%.
Na comparação com o mesmo trimestre de 2013, o crescimento do PIB da OCDE foi 2,1%, mais que o registrado nos últimos três meses do ano passado, informou a instituição em comunicado, destacando que as variações foram diferentes no conjunto dos 34 países-membros.
O maior aumento foi registrado no Japão, 1,5%, representando mais 1,4 ponto percentual que no trimestre anterior. A Alemanha e o Reino Unido tiveram o segundo maior aumento, 0,8%.
A OCDE acrescenta que na França e nos Estados Unidos o crescimento econômico ficou estagnado em relação aos aumentos de 0,2% e de 0,7%. Na Itália, o PIB teve decréscimo de 0,1%, contra uma subida de 0,1% no trimestre anterior.
Na zona do euro, o crescimento manteve-se estável em 0,2% e no conjunto da União Europeia, recuou 1 décimo, para 0,3%, enquanto os acréscimos no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo mês de 2013 foram 0,9% e 1,4%, ou seja mais quatro décimos nas duas regiões.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) desacelerou no primeiro trimestre em relação ao período anterior, ao atingir 0,4%.

Na comparação com o mesmo trimestre de 2013, o crescimento do PIB da OCDE foi 2,1%, mais que o registrado nos últimos três meses do ano passado, informou a instituição em comunicado, destacando que as variações foram diferentes no conjunto dos 34 países-membros.

O maior aumento foi registrado no Japão, 1,5%, representando mais 1,4 ponto percentual que no trimestre anterior. A Alemanha e o Reino Unido tiveram o segundo maior aumento, 0,8%.

A OCDE acrescenta que na França e nos Estados Unidos o crescimento econômico ficou estagnado em relação aos aumentos de 0,2% e de 0,7%. Na Itália, o PIB teve decréscimo de 0,1%, contra uma subida de 0,1% no trimestre anterior.

Na zona do euro, o crescimento manteve-se estável em 0,2% e no conjunto da União Europeia, recuou 1 décimo, para 0,3%, enquanto os acréscimos no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo mês de 2013 foram 0,9% e 1,4%, ou seja mais quatro décimos nas duas regiões.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar