acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Desenvolvimento local de petróleo e gás em debate no Rio

12/11/2013 | 15h06

 

A indústria do petróleo jamais poderá substituir o papel do governo. A afirmação foi feita na manhã desta terça-feira (12), no Rio, por Milton Costa Filho, secretário executivo do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), durante a abertura da sexta edição do Seminário de Responsabilidade Social Corporativa do IBP.
"Nossas empresas tem que ser responsáveis no seu trabalho, devem ajudar, mas nunca devem substituir e fazer o trabalho do governo", indicou durante abertura do evento, cujo tema deste ano é Conteúdo Local e Desenvolvimento Local. Nesta direção, Milton também ressaltou que a relação das comunidades com a indústria do petróleo é extremamente importante, principalmente pela oportunidade profissional envolvida.
Na ocasião, o secretário executivo do IBP comentou também sobre a importância de atrair a juventudade para a indústria. "Esses conceitos de responsabilidade social corporativa são muito importantes para que essa geração veja o quanto nossa indústria é responsável e atraente para eles", concluiu.
Conteúdo Local
Antônio Guimarães, secretário executivo de exploração e produção do IBP, proferiu a palestra de abertura do evento tratando da questão da sustentabilidade alinhada com o conteúdo local. Guimarães comentou que essa política de governo, em bases competitivas, é um bom negócio. "A busca pela maximização do conteúdo local em bases competitivas contribui para o desenvolvimento sustentável do país. Esse será nosso legado positivo. As empresas associadas do IBP apoiam isso", afirmou.
Segundo ele, o desafio de conteúdo local é desenvolver nova capacidade não só de produção, mas capacitação de mão de obra. De acordo com o executivo, a indústria deve-se preocupar com a expectativa das comunidades, ONGs, investidores e governos, necessidade dos consumidores e com a transparência.
Ainda pela manhã, o seminário contou com um painel sobre a relação do setor de petróleo e gás e o desenvolvimento local, mediado por Edson Cunha, coordenador da Comissão de Sustentabilidade do IBP. Participaram das discussões Felipe Garcez, coordenador de itens críticos de conteúdo local da Petrobras; César Gama, gerente de fabricação e conteúdo local da Schulumberger; José Roberto Manna de Deus e Claudinei Moreira Ramos, da Tenaris.

A indústria do petróleo jamais poderá substituir o papel do governo. A afirmação foi feita na manhã desta terça-feira (12), no Rio, por Milton Costa Filho, secretário executivo do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), durante a abertura da sexta edição do Seminário de Responsabilidade Social Corporativa do IBP.

"Nossas empresas tem que ser responsáveis no seu trabalho, devem ajudar, mas nunca devem substituir e fazer o trabalho do governo", indicou durante abertura do evento, cujo tema deste ano é Conteúdo Local e Desenvolvimento Local. Nesta direção, Milton ressaltou que a relação das comunidades com a indústria do petróleo é extremamente importante, principalmente pela oportunidade profissional envolvida.

Na ocasião, o secretário executivo do IBP comentou também sobre a importância de atrair a juventudade para a indústria. "Esses conceitos de responsabilidade social corporativa são muito importantes para que essa geração veja o quanto nossa indústria é responsável e atraente para eles", concluiu.


Conteúdo Local

Antônio Guimarães, secretário executivo de exploração e produção do IBP, proferiu a palestra de abertura do evento tratando da questão da sustentabilidade alinhada com o conteúdo local. Guimarães comentou que essa política de governo, em bases competitivas, é um bom negócio. "A busca pela maximização do conteúdo local em bases competitivas contribui para o desenvolvimento sustentável do país. Esse será nosso legado positivo. As empresas associadas do IBP apoiam isso", afirmou.

Segundo ele, o desafio de conteúdo local é desenvolver nova capacidade não só de produção, mas capacitação de mão de obra. De acordo com o executivo, a indústria deve-se preocupar com a expectativa das comunidades, ONGs, investidores e governos, necessidade dos consumidores e com a transparência.

Ainda pela manhã, o seminário contou com um painel sobre a relação do setor de petróleo e gás e o desenvolvimento local, mediado por Edson Cunha, coordenador da Comissão de Sustentabilidade do IBP. Participaram das discussões Felipe Garcez, coordenador de itens críticos de conteúdo local da Petrobras; César Gama, gerente de fabricação e conteúdo local da Schlumberger; José Roberto Manna de Deus e Claudinei Moreira Ramos, da Tenaris.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação
Autor: Maria Fernanda Romero
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar