acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Macaé

Dados da indústria indicam retomada do setor de óleo e gás

06/06/2019 | 12h00

A perspectiva de investimentos na exploração de novas reservas, leiloadas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nos últimos três anos, somada a estratégia de revitalização dos campos maduros, indicam a retomada das operações do setor de óleo e gás em Macaé.

Dados relativos as estratégias das grandes operadoras offshore, em ampliar a capacidade de produção nas reservas situadas na Bacia de Campos, foram apresentados durante reunião realizada na última quarta-feira (5), na secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Ambiente.

No encontro, o secretário executivo da Associação Brasileira das Empresas de Serviços do Petróleo (ABESPetro), Gilson Coelho, apontou que nos próximos sete anos, cerca de R$ 285 bilhões serão investidos no Estado do Rio de Janeiro para elevar a produção das reservas, um potencial capaz de gerar cerca de 700 mil empregos no período.

"A indústria está preparada para reativar as operações de óleo e gás, através dos investimentos previstos pelas operadoras. Além dos leilões da ANP, a estratégia de revitalização dos campos maduros amplia a oferta de petróleo para produção, o que eleva a participação do Brasil no mercado mundial de óleo e gás", explicou Gilson.

Hoje, o Brasil é o 9º país com maior capacidade de produção de petróleo no mundo, movimentando indústria responsável por 30% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado do Rio de Janeiro. Medidas discutidas e defendidas pelo governo municipal irão contribuir com esse novo ciclo virtuoso do petróleo.

"Macaé já está respirando esses novos ares. E a cidade possui estrutura para atender essa dinâmica do petróleo, como a melhoria no sistema de mobilidade através da construção da Estrada de Santa Tereza, a ampliação do Aeroporto e a instalação do novo porto. Estamos caminhando para um novo momento", apontou Gilson.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e do Ambiente, Gerson Martins, afirmou que o governo municipal tem se dedicado a buscar soluções inteligentes, para atender essa nova demanda do setor de óleo e gás.

"Os pedidos de licenciamento para empresas deste setor estão aumentando. Esses são dados concretos da secretaria, que nos motivam a auxiliar o prefeito Dr. Aluizio a tomar decisões importantes para preparar a cidade e estimular a cadeia produtiva de óleo e gás, com potencial importante para gerar empregos", defendeu Gerson.



Fonte: Redação/Prefeitura Municipal de Macaé
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar