acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

CSN lucra R$ 894 milhões com aumento de preços e de vendas de aço e minério

11/08/2010 | 09h58
Uma conjunção de fatores favoráveis do mercado de aço no país e exportações de minério de ferro contribuíram para o bom resultado obtido pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) no período, conforme balanço divulgado ontem. A empresa informou aumento significativo nas vendas de aço e minério, aliado a preços mais robustos praticados entre abril e junho. Com isso, a siderúrgica comandada por Benjamin Steinbruch mais do que dobrou o lucro no segundo trimestre, comparado ao resultado de um ano atrás.


No trimestre encerrado em junho, os ganhos da companhia somaram R$ 894 milhões, bem acima dos R$ 334,7 milhões apurados no mesmo período de 2009. No semestre, a companhia de Steinbruch - que além de aços planos produz minério de ferro, cimento, gera energia e tem operações de logística - acumulou lucro de R$ 1,37 bilhão, 95,6% acima do saldo de um ano antes (R$ 703,6 milhões).


Na divulgação de resultado, a empresa destacou que o bom desempenho do trimestre se deveu à melhora nos preços de minério de ferro - negócio que respondeu por 22% da receita da empresa no trimestre, ante 14% de janeiro a março - e produtos siderúrgicos, junto com o maior volume de vendas dos dois produtos. Esses fatores ajudaram a empresa a compensar as perdas financeiras líquidas de R$ 420,6 milhões.


Na comparação do segundo trimestre com o mesmo período de 2009, a receita líquida subiu 55,4%, para R$ 3,87 bilhões, enquanto o resultado operacional medido pelo lajida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) saltou 146,9%, para R$ 1,79 bilhão, em valores ajustados. A margem lajida (também ajustada) subiu de 29,2%, um ano atrás, para 46,4%, refletindo preços mais altos e melhor gestão dos custos de produção. Sobre o primeiro trimestre, subiu mais de 5 pontos percentuais.


Nos três meses, as vendas de produtos siderúrgicos cresceram 37%, na comparação anual, alcançando 1,3 milhão de toneladas. O avanço de 45% nas vendas ao mercado doméstico, que somaram 1,15 milhão de toneladas, compensaram a baixa de 3% nas exportações, que ficaram em 149 mil toneladas.


O volume de produtos siderúrgicos no mercado interno, onde historicamente as margens são mais elevadas, atingiu 88,5% das vendas totais, informa a companhia, cuja produção de aço bruto no segundo trimestre somou 1,199 milhão de toneladas, superando em 38% o volume de um ano antes (869 mil toneladas).


Já as vendas de minério de ferro, excluindo consumo próprio, somaram 6,2 milhões de toneladas no período, alta de 11% em relação ao primeiro trimestre. A companhia não divulgou qual foi a diferença em relação ao volume de igual período do ano passado.


A empresa informou que durante o segundo trimestre pagou R$ 1,6 bilhão em dividendos.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar