acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Cosan está prestes a levar Petrosul por R$ 70 milhões

07/12/2009 | 09h33
A Cosan deve sacramentar nos próximos dias a compra da Petrosul, segundo fontes próximas às negociações. O valor da transação deve ficar em torno de R$ 70 milhões. Com o negócio, a empresa vai impulsionar a estratégia de ampliar a rede Esso, adquirida em abril de 2008, por US$ 826 milhões . O plano do grupo é ampliar sua rede em cerca de 150 unidades ao ano. Atualmente, a Cosan tem cerca de 1,5 mil postos, espalhados por 20 estados.


Com a venda dos postos, a Petrosul vai se focar na distribuição de combustíveis. Segundo Silva, hoje a Petrosul Distribuidora atende 650 postos nos estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso. "Depois do negócio fechado com a Cosan, os 90 postos da Petrosul passarão a ser atendidos pela Cosan, mas ainda teremos 560 outros postos como clientes", disse o diretor comercial da Petrosul, Ronald Pereira da Silva. O executivo afirmou também que a empresa tem um projeto de ampliar seus clientes em postos de bandeira branca.


Na noite de quinta-feira, a Cosan informou em nota que o valor da operação será inferior a 1% do faturamento líquido acumulado dos dois últimos trimestres, que totalizou R$ 7,14 bilhões. Por esta contabilidade, 1% deste total atingiria R$ 71,4 milhões, o teto para o valor do negócio, segundo a Cosan.


Nas unidades próprias, a Cosan será proprietária do fundo de comércio e da bandeira, que passará a ser Esso. Nas demais unidades, apassa a deter o embandeiramento, que será trocado de Petrosul para Esso. Etanol é o grande atrativo da empresa



O diretor comercial da Petrosul, Ronald Pereira da Silva, disse que a venda para a Cosan está praticamente fechada, que falta apenas uma formalização do acordo. Segundo o executivo, que não revela os valores da operação, as negociações estão ocorrendo há cerca de um ano.



Silva afirmou que o interesse da Cosan no grupo deve-se à pulverização dos postos, em todo o estado de São Paulo, à tradição da marca, que está há mais de 15 anos no negócio e também à forte presença no mercado de etanol.



"Cerca de 40% de nossos negócios são voltados para o etanol e o restante, para gasolina e diesel", disse Ronald Silva. Fontes próximas à negociação também informaram que a Cosan estuda várias aquisições de grupos de postos menores como uma estratégia para crescer a sua rede, ao invés de compras de grandes grupos no setor.



A Petrosul é a quarta maior distribuidora de álcool do País, segundo dados da ANP, e está na segunda posição do ranking em São Paulo, seu principal estado de atuação. De acordo com a empresa, todos os seus produtos têm certificação da Petrobrás. Com sede em Sorocaba (São Paulo/SP), conta com mais sete unidades de negócios espalhadas pelo Brasil, entre elas Paulínia, Guarulhos e Araraquara, além de unidades em Uberaba (MG), Senador Canedo (GO), Araucária (PR) e Itajaí (SC).



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar