acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reconhecimento

Consórcio da Camargo Corrêa e Promon recebe certificação em responsabilidade social

09/08/2010 | 15h43
Formado pela construtora Camargo Corrêa e pela Promon, o consórcio CCPR-Repar recebeu a sua quinta certificação reconhecida pelo INMETRO. Desta vez, trata-se da NBR 16001:2004, na área de responsabilidade social, certificada pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini. A recomendação é resultado das iniciativas empreendidas pelo consórcio para a promoção da cidadania e da sustentabilidade.

 

Para obter a certificação, o consórcio teve atuação destacada na proteção do meio ambiente, no desenvolvimento dos profissionais e na proteção aos direitos do trabalhador. Além disso, promoveu a saúde e a segurança no ambiente de trabalho, a diversidade e de padrões sustentáveis  de desenvolvimento, produção e consumo. “A certificação é a demonstração de como o consórcio está alinhado às estratégias corporativas das empresas consorciadas, trabalhando para a melhoria contínua de métodos e procedimentos”, explica Sílvio Zen, diretor do consórcio CCPR.

 

Outra ação desenvolvida pelo consórcio, que garantiu a certificação, foi a reforma do Centro de Processamento e Transferência de Materiais Recicláveis (CPTMR), gerenciado pela Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Araucária (Reciclar), em Araucária (PR).  O espaço conta com toda a infraestrutura e equipamentos para a separação e o processamento de materiais recicláveis, como papel, alumínio e plástico. Também foi criada uma oficina para trabalhos com vidro, que é transformado pelos artesãos em brincos, correntes, anéis, objetos decorativos, pesos de mesa, entre outros.

 

Além da NBR 16001:2004, os auditores da Fundação Carlos Alberto Vanzolini também aprovaram a manutenção das certificações já obtidas pelo consórcio: a ISO 14001 (meio ambiente), a ISO 9001 (qualidade), a OHSAS 18001 (saúde e segurança operacional) e a ISO/TS 29001 (óleo e gás). Esta última conferida em março passado e é inédita no país em obras de refinaria.  


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar