acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Logística

Concluída primeira fase da obra da pista do Aeroporto de Macaé

18/09/2018 | 10h22

Institucional

O superintendente da Infraero Macaé, João Pedro Aparecido Romano, informou que a primeira fase da obra da pista de pouso e decolagem do Aeroporto de Macaé está pronta. A obra foi concluída no último sábado (15) e no mesmo dia teve inicio a segunda fase da obra.

"A partir de agora ficaremos com 430 metros de pista operacional para aeronaves de asas rotativas/ helicópteros até 16,20 metros de comprimento", disse Romano.

Atualmente a obra está gerando 90 empregos diretos. O novo projeto de obra da pista do Aeroporto prevê a elevação, de 7 para 19, do PCN (Pavement Classification Number), permitindo assim pousos e decolagens de aeronaves ATR72, com capacidade para 70 passageiros, que operam nos principais aeroportos regionais do país. A nova pista terá uma extensão de 1200 metros.

De acordo com o engenheiro Rafael Cavalcante, além da elevação do PCN, o projeto prevê, ainda o alargamento dos acostamentos que terão 7,5 metros a mais. A implantação de lâmpadas led na sinalização de balizamento, a implantação da sinalização vertical e a pintura total da pista e outros detalhes irão completar o trabalho. A obra teve início no dia 15 de maio e tem previsão de que seja concluída até o final do ano.

Empresários que compõem as instituições organizadoras do Repensar Macaé têm acompanhando nos últimos meses, de perto, o andamento da obra de reforço estrutural da pista realizando visitas mensais no local. Para o presidente da Comissão Municipal da Firjan, Evandro Cunha, a execução deste projeto garantirá o retorno dos voos comerciais na base macaense, reintegrando o Aeroporto local à rota regional de voos domésticos no país.

"Esse é um momento importante para a criação de uma nova logística para as atividades econômicas da cidade, em acordo com a retomada das operações do petróleo. Além disso, esse projeto é defendido pela Firjan, e pelas outras instituições empresariais locais, há muito tempo. Para todos nós, é uma grande alegria ver esse projeto ser executado com sucesso. Estamos muito ansiosos já para a conclusão final desta obra", afirmou Evandro Cunha.



Fonte: O Debate, 18/09/2018
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar