acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Oil & Gas 2016

Com muita inovação e recordes de profundidade, FMC Technologies celebra 60 anos no Brasil

27/10/2016 | 15h27

Em dezembro de 2016, a FMC Technologies completa 60 anosde história no Brasil. São décadas dedicadas ao desenvolvimento de uma série de produtos inovadores, recordes mundiais de profundidade e formação de mão de obra qualificada.

Essa história começou em 1956, quando foi fundada a CBV Indústria Mecânica pelo Comandante Paulo Barbosa Viana, cujo nome da companhia prestava uma homenagem ao seu pai: Carlos Barbosa Viana. Desde o início de sua criação, quando ainda era uma indústria familiar, a empresa já tinha em seu DNA a inovação. Em busca de parceiros para o negócio, em 1961, a CBV tornou-se licenciada da FMC, iniciando a fabricação de equipamentos para a indústria de óleo e gás no Brasil. Em 1998, motivada pela abertura de mercado e pela oportunidade de atender às novas demandas das operadoras internacionais, a FMC Technologies adquiriu a CBV.

História de recordes mundiais em águas profundas O desenvolvimento de campos offshore, impulsionou a empresa a investir em capacitação e qualificação técnica local para desenvolver e fabricar equipamentos submarinos. Tais investimentos cresceram na mesma velocidade que a demanda por desenvolvimento de novos equipamentos para vencer desafios de produzir óleo em águas cada vez mais profundas.

Em 1978, a companhia forneceu à Petrobras a primeira árvore de natal submarina projetada e fabricada no Brasil. Esse seria o primeiro passo para o desenvolvimento de novas tecnologias que contribuíram, anos mais tarde, para a indústria de óleo e gás nacional ir cada vez mais fundo.

Marcos tecnológicos mundiais foram atingidos com equipamentos projetados e fabricados pela FMC Technologies no Brasil: em 1987, a primeira árvore de natal submarina sem necessidade de mergulhador e lançada com a linha de produção conectada (layway DL); em 1990, a primeira árvore de natal submarina sem cabo guia (guideliness GLL); em 1996, o primeiro manifold submarino para operação com sistema de controles submarino eletro-hidráulico para o campo de Albacora; em 1997, o primeiro sistema de conexão vertical do mundo, em 1999, a primeira árvore de natal submarina para 2.000 metros instalada no campo de Roncador.

Dentre muitos outros marcos, a FMC Technologies contribuiu para a Petrobras atingir sete recordes mundiais de produção em profundidade de lâmina d’água.

Histórias de pioneirismo

Ultrapassadas as barreiras das águas profundas, novos desafios surgiram. Entre eles, o desenvolvimento dos campos submarinos de Parque das Conchas (bloco BC-10) e Frade para operadores estrangeiros, Shell e Chevron, respectivamente, com soluções e requisitos técnicos distintos entre si e em relação à Petrobras. Para isso, a FMC Technologies teve que rapidamente desenvolver competências locais para se adequar a este novo ambiente de trabalho e, ainda, desenvolver soluções customizadas para atender às características de cada campo.

No caso do projeto de BC-10, foi desenvolvida uma solução de um sistema submarino composto de manifolds, árvores de natal, sistemas de controle e de distribuição submarina. Além disso, para esse projeto também foi necessário um sistema de separação com bombeio com a utilização de bombas centrífugas submersas (BCS) que permitisse separar o gás e garantir o fluxo do óleo e a produção do campo. Depois de BC-10 Fase 1, entregue em 2009, a Shell e a FMC Technologies continuaram desenvolvimentos bem-sucedidos de BC-10 Fases 2 e 3, concluídas em 2015.

Em 2011, era entregue para Petrobras o primeiro sistema de separação submarino de água e óleo pesado para águas profundas, sendo este o primeiro desenvolvimento do Centro de Tecnologia da FMC Technologies situado no Parque Tecnológico da UFRJ, na Ilha do Fundão.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar