acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

Com mais de 114 mil novos clientes conectados nos últimos 12 meses Comgás encerra segundo trimestre

10/08/2016 | 14h26

A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) encerrou o segundo trimestre de 2016 (2T16) com 114 mil novos clientes adicionados nos últimos 12 meses. No período, a Comgás evoluiu de 1.519.544 clientes no segundo trimestre de 2015 (2T15) para 1.634.222 ao final do 2T16, um crescimento de 7,5%. No trimestre, a Comgás conectou 25 indústrias, 370 comércios e 28 mil residências.

O volume de vendas da empresa no trimestre, excluindo as vendas para termogeração, foi 6,5% inferior às do mesmo período do ano anterior.

No segmento residencial, a Comgás registrou crescimento de 6,0% no volume de venda de gás na comparação com o 2T15. O fim da crise hídrica e a conexão de 113 mil novos clientes nos últimos 12 meses deram suporte ao crescimento do volume residencial. No segmento comercial, a Comgás adicionou 1.186 clientes nos últimos 12 meses e apresentou um crescimento de volume de 2,6% na comparação com o 2T15.

O segmento industrial prosseguiu impactado pela desaceleração econômica. A queda do volume foi de 7,5% em relação ao 2T15, reflexo do cenário macroeconômico do país. As maiores quedas foram registradas nos setores cerâmico, siderúrgico e automotivo/pneumático.

Já no segmento de cogeração, a redução no volume foi de 9,6%, impactado pela redução do consumo das plantas industriais. No segmento automotivo, apesar da maior competitividade do gás natural frente aos outros combustíveis líquidos (gasolina e etanol), e das iniciativas para promover a utilização do GNV, houve uma queda de 4,7% no volume desse trimestre, explicada principalmente pela renovação da frota ocorrida nos últimos anos. Em termogeração, houve queda de 92,7%, devido ao menor despacho termoelétrico, conforme definido pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A receita líquida da Comgás atingiu R$ 1.494 milhões no período, resultado 10,6% inferior ao 2T15, em função da queda de 22,7% no volume total de vendas no comparativo trimestral e também da redução nas tarifas por conta da redução do custo do gás, conforme portaria nº 648 da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) válida a partir de 31 de maio de 2016.

O EBITDA, normalizado pelo conta corrente regulatória, totalizou R$ 334,3 milhões no 2T16, uma queda de 13,0% em relação ao 2T15, impactado negativamente pelo menor volume de vendas e pela inflação e concentração de despesas, entre outros efeitos.

No 2T16, os investimentos da Comgás totalizaram R$ 109,3 milhões no 2T16. Dentre os projetos realizados destacam-se a expansão em Suzano, Jundiaí, Campinas e Guarulhos.

O lucro líquido normalizado pela conta corrente regulatório foi de R$ 122,5 milhões no 2T16 (R$ 330,4 milhões em IFRS), resultado 24,7% abaixo quando comparado ao 2T15.



Fonte: Redação/Assessoria Comgás
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar