acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Sustentabilidade

Braskem é a melhor empresa brasileira na gestão de carbono

11/10/2013 | 14h47

 

A Braskem foi considerada a melhor empresa brasileira em gestão de carbono, com excelência em desempenho e transparência, de acordo com o Carbon Disclosure Project (CDP), organização internacional sem fins lucrativos que mede e incentiva empresas a divulgarem informações sobre seus impactos no meio ambiente. A posição é destaque entre 58 companhias nacionais que responderam ao Relatório de Mudanças Climáticas 2013, do CDP, um dos mais respeitados indicadores no mundo em análise da sustentabilidade no mercado de capitais.
No levantamento, a produtora de resinas termoplásticas atingiu nota 99 em transparência (numa escala até 100) e A em desempenho. No Brasil, a maior parte das empresas analisadas em 2012 cumpriu as exigências em relação à gestão e integração de ações de mudança climática às estratégias econômicas, mas apesar dos avanços registrados, o país ainda permanece atrás de outros em desenvolvimento, como África do Sul e Coreia do Sul.
“O resultado da Braskem comprova o compromisso da companhia com processos e produtos cada vez mais sustentáveis. Crescer com foco em excelência nessa diretriz faz parte da nossa estratégia de negócios. Entre 2008 e 2012, a Braskem reduziu sua intensidade de gases de efeito estufa em 13%. Continuaremos promovendo soluções nesse contexto”, afirma o diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem, Jorge Soto.
De acordo com a diretora do CDP para a América Latina, Juliana Lopes, o objetivo da nota de desempenho é destacar a ação positiva frente às mudanças climáticas e a alta pontuação de desempenho mostra que a empresa mediu, verificou e geriu suas emissões de gases de efeito estufa. “A definição e cumprimento de metas de redução de carbono, bem como a implementação de programas de redução de emissões tanto em suas operações diretas como cadeia de suprimentos são aspectos determinantes para uma alta pontuação em desempenho, pois revelam os esforços da companhia para dissociar seu crescimento do aumento de emissões”, reforça.
Índices de Sustentabilidade
A Braskem é também uma das empresas que compõem a carteira teórica do Índice Carbono Eficiente (ICO2) da BM&FBOVESPA. O ICO2, lançado em 2010, é composto pelas ações das companhias participantes do índice IBrX-50 que aceitaram adotar práticas transparentes com relação a suas emissões de gases efeito estufa (GEE). A ponderação da carteira leva em consideração o grau de eficiência de emissão de GEE, além do free float (ações disponíveis para negociação) de cada uma. Na Bolsa de valores de São Paulo, a Braskem está listada no ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) desde 2005.
Internacionalmente, a Braskem também faz parte do Dow Jones Sustainability Emerging Markets Index desde 2012 (ano de sua criação), o índice de sustentabilidade de países emergentes da Bolsa de Nova York. A carteira, lançada no início deste ano, é composta por ações de 81 empresas, das quais apenas duas indústrias químicas. Das 81 empresas, 17 são brasileiras.

A Braskem foi considerada a melhor empresa brasileira em gestão de carbono, com excelência em desempenho e transparência, de acordo com o Carbon Disclosure Project (CDP), organização internacional sem fins lucrativos que mede e incentiva empresas a divulgarem informações sobre seus impactos no meio ambiente. A posição é destaque entre 58 companhias nacionais que responderam ao Relatório de Mudanças Climáticas 2013, do CDP, um dos mais respeitados indicadores no mundo em análise da sustentabilidade no mercado de capitais.

No levantamento, a produtora de resinas termoplásticas atingiu nota 99 em transparência (numa escala até 100) e A em desempenho. No Brasil, a maior parte das empresas analisadas em 2012 cumpriu as exigências em relação à gestão e integração de ações de mudança climática às estratégias econômicas, mas apesar dos avanços registrados, o país ainda permanece atrás de outros em desenvolvimento, como África do Sul e Coreia do Sul.

“O resultado da Braskem comprova o compromisso da companhia com processos e produtos cada vez mais sustentáveis. Crescer com foco em excelência nessa diretriz faz parte da nossa estratégia de negócios. Entre 2008 e 2012, a Braskem reduziu sua intensidade de gases de efeito estufa em 13%. Continuaremos promovendo soluções nesse contexto”, afirma o diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem, Jorge Soto.

De acordo com a diretora do CDP para a América Latina, Juliana Lopes, o objetivo da nota de desempenho é destacar a ação positiva frente às mudanças climáticas e a alta pontuação de desempenho mostra que a empresa mediu, verificou e geriu suas emissões de gases de efeito estufa. “A definição e cumprimento de metas de redução de carbono, bem como a implementação de programas de redução de emissões tanto em suas operações diretas como cadeia de suprimentos são aspectos determinantes para uma alta pontuação em desempenho, pois revelam os esforços da companhia para dissociar seu crescimento do aumento de emissões”, reforça.


Índices de Sustentabilidade

A Braskem é também uma das empresas que compõem a carteira teórica do Índice Carbono Eficiente (ICO2) da BM&FBOVESPA. O ICO2, lançado em 2010, é composto pelas ações das companhias participantes do índice IBrX-50 que aceitaram adotar práticas transparentes com relação a suas emissões de gases efeito estufa (GEE). A ponderação da carteira leva em consideração o grau de eficiência de emissão de GEE, além do free float (ações disponíveis para negociação) de cada uma. Na Bolsa de valores de São Paulo, a Braskem está listada no ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) desde 2005.

Internacionalmente, a Braskem também faz parte do Dow Jones Sustainability Emerging Markets Index desde 2012 (ano de sua criação), o índice de sustentabilidade de países emergentes da Bolsa de Nova York. A carteira, lançada no início deste ano, é composta por ações de 81 empresas, das quais apenas duas indústrias químicas. Das 81 empresas, 17 são brasileiras.

 



Fonte: Ascom Braskem
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar