acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Aneel: prazo maior para distribuidoras pagarem custos de compra de energia

29/07/2014 | 14h36

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu hoje (29) adiar mais uma vez o prazo para que as distribuidoras de energia paguem parte do valor gasto com a compra de energia no mercado de curto prazo feita em maio. O pagamento estava previsto inicialmente para o início do mês, foi adiado para o dia 31 e agora passou para 28 de agosto.
Segundo a Aneel, o objetivo do adiamento é que o saldo da Conta no Ambiente de Contratação Regulada (Conta-ACR) seja suficiente para a efetivação da liquidação. “O adiamento se dá devido à complexidade da operação do empréstimo à Conta-ACR e possibilita que, caso o aporte de recursos ocorra antes de 28 de agosto, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) possa antecipar a liquidação de maio/2014”, informou a agência.
A Conta-ACR foi criada para que as distribuidora possam captar empréstimos no mercado para cobrir as despesas com a compra de energia no mercado livre. Com a falta de chuvas e o baixo nível de água nos reservatórios das hidirelétricas, as distribuidoras tiveram que comprar energia mais cara para garantir o suprimento a seus clientes.
O governo federal pretende viabilizar um novo empréstimo, de R$ 6,5 bilhões, para ajudar as distribuidoras de energia elétrica a cobrir os gastos extras Em abril, foi autorizado um empréstimo de R$ 11,2 bilhões.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu hoje (29) adiar mais uma vez o prazo para que as distribuidoras de energia paguem parte do valor gasto com a compra de energia no mercado de curto prazo feita em maio. O pagamento estava previsto inicialmente para o início do mês, foi adiado para o dia 31 e agora passou para 28 de agosto.

Segundo a Aneel, o objetivo do adiamento é que o saldo da Conta no Ambiente de Contratação Regulada (Conta-ACR) seja suficiente para a efetivação da liquidação. “O adiamento se dá devido à complexidade da operação do empréstimo à Conta-ACR e possibilita que, caso o aporte de recursos ocorra antes de 28 de agosto, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) possa antecipar a liquidação de maio/2014”, informou a agência.

A Conta-ACR foi criada para que as distribuidora possam captar empréstimos no mercado para cobrir as despesas com a compra de energia no mercado livre. Com a falta de chuvas e o baixo nível de água nos reservatórios das hidirelétricas, as distribuidoras tiveram que comprar energia mais cara para garantir o suprimento a seus clientes.

O governo federal pretende viabilizar um novo empréstimo, de R$ 6,5 bilhões, para ajudar as distribuidoras de energia elétrica a cobrir os gastos extras Em abril, foi autorizado um empréstimo de R$ 11,2 bilhões.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar