acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

American Electric Power fecha contrato de US$ 100 milhões com a Alstom

17/11/2009 | 14h39

A American Electric Power (AEP) comprará turbinas a vapor do setor Power da Alstom para a sua usina nuclear DC Cook 1, em Michigan, e para a unidade geradora de energia a carvão de Conesville 4, em Ohio, ambas nos Estados Unidos. A substituição das turbinas destas unidades promoverá melhor desempenho e confiabilidade. O valor dos contratos ultrapassa US$ 100 milhões.


Na unidade nuclear DC Cook, a Alstom substituirá três rotores de turbina nuclear a vapor de baixa pressão para a unidade 1.  Já na unidade de Conesville 4, a empresa vai instalar um rotor de alta pressão e suas respectivas peças, além de uma turbina. A retroalimentação irá aumentar a eficiência da unidade e ajudará a renovar os requisitos de potência do novo depurador SO2.


“Estes novos contratos são uma evidência a mais da posição de liderança de nossa empresa para a retroalimentação de turbinas a vapor e de que a Alstom é uma valiosa parceira para se atingir o crescimento sustentável na demanda por energia limpa nos Estados Unidos. Como um líder mundial da área, nos esforçamos para criar tecnologias e produtos que ajudam a atingir as necessidades crescentes de energia no mundo, enquanto reduzem drasticamente o impacto da geração sobre o ambiente. Nossas soluções de retroalimentação oferecem uma forma rápida e com bom custo-benefício para se atingir uma capacidade extra de cortes de NOx, SOx e CO2”, afirma Philippe Joubert, presidente da Alstom Power.


A AEP e a Alstom também estão antecipando a tecnologia de captura e armazenamento de carbono. Em 30 de outubro, as empresas autorizaram o funcionamento de uma instalação de 20 MW do processo de resfriamento de amônia para captura de CO2 na unidade de 1300 MW de Mountaineer da AEP, em New Haven, na Virgínia Ocidental. O Mountaineer é o primeiro projeto de captura e armazenamento de CO2 em uma unidade completamente movida a carvão. A tecnologia irá eliminar uma estimativa de 90% de emissões de dióxido de carbono do fluxo de gás combustível de 20 MW que ela processa, capturando até 100.000 toneladas métricas de CO2 por ano. Nesta escala, tem o potencial de ser aplicável não apenas a novas unidades energéticas, mas também para a retroalimentação de unidades existentes que funcionam a carvão.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar