acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Alcoa e United Shipbuilding, do setor naval russo, cooperam para ampliar uso do alumínio

25/06/2010 | 09h03

Klaus Kleinfeld, chairman e presidente mundial da Alcoa e Roman Trotsenko, presidente da USC-United Shipbuilding Corporation, assinaram um memorando de entendimento para ampliar as oportunidades comerciais e o aumento da utilização do alumínio no setor de construção naval russo. O memorando foi assinado durante o Fórum Econômico Internacional de São Petesburgo, na Rússia.

 


As companhias definiram, em conversas preliminares, quais serão as áreas de cooperação, incluindo os aspectos técnicos e comerciais do crescimento do mercado russo.  O alumínio é utilizado em aplicações navais desde 1890, graças a sua leveza, durabilidade e baixo custo. Essas características permitem que os navios sejam mais velozes, aumentem sua capacidade de carga e percorram trajetos mais longos.

"Estamos honrados com essa ampla possibilidade de cooperação mútua com a USC, responsável pelos principais ativos da construção naval russa e detentora de 65% dos produtos manufaturados para o segmento no país", afirmou Klaus Kleinfeld, durante o evento de assinatura do memorando.


"As novas e mais avançadas tecnologias estão tornando o alumínio cada vez mais presente em navios de todos os tamanhos e em todo o planeta", completou o executivo da Alcoa. "Estou absolutamente certo de que o potencial do uso do alumínio é muito elevado no setor de construção naval, em especial na Rússia".


Roman Trotsenko, presidente da USC, considera muito positivo o interesse de um importante parceiro como a Alcoa em projetos de modernização da construção naval russa. "Esperamos que nossos esforços conjuntos tragam resultados efetivos já em curto prazo".


A Alcoa atua na Rússia desde 1993. Em 2005 a Empresa adquiriu duas unidades de produção de alumínio, a Alcoa SMZ (antiga usina metalúrgica Samara) e a Alcoa Metallurg Rus (antiga usina metalúrgica Belaya Kalitva). A Alcoa modernizou essas instalações, investindo mais de US$ 750 milhões em melhorias. Agora as fábricas são modernas e atendem aos mercados russo e externo. A Companhia concluiu recentemente na Rússia uma nova linha de extremidades e abas para complementar sua capacidade de produção de folhas de alumínio para latas e suprir o crescente mercado de embalagens daquele país. Cerca de 5.500 pessoas trabalham nas unidades russas.

 



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar