acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e serviços

A maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do Brasil tem motogeradores fornecidos pela GE

16/09/2016 | 14h07

Cada vez mais atuante na introdução de novas fontes de geração na matriz elétrica brasileira, a divisão de Distributed Power da GE Power participa, ao lado da Solví Valorização Energética, da inauguração da Termoverde Caieiras, a maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do Brasil e uma das maiores do mundo.

A GE foi a empresa escolhida para o fornecimento de 21 motogeradores Jenbacher com 1.4 MW cada que serão responsáveis peça geração de energia limpa e sustentável a partir dos resíduos urbanos depositados no Centro de Tratamento de Resíduos Caieiras, Região Metropolitana de São Paulo. A usina possui capacidade instalada inicial de 29,5 MW que serão disponibilizados à rede de distribuição. Ao ano, a geração de energia chegará a 250 mil MWh, o equivalente para atender uma cidade de cerca de 300 mil habitantes.

“O Brasil possui grande potencial de energia gerada através do biogás proveniente dos resíduos de aterros sanitários e sua utilização pode contribuir significativamente com dois pontos: a destinação sustentável do volume crescente de biogás, o que reduz a emissão de gases de efeito estufa, e a diversificação da matriz energética brasileira, atendendo à demanda por energia limpa”, afirma Rickard Schafer, líder de vendas da divisão de Distributed Power da GE Power para o Brasil.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Públicas e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil tem potencial de gerar 1,3 GW de energia elétrica a partir dos resíduos sólidos urbanos. Esse total é equivalente a um fornecimento adicional de 932 mil MWh/mês, o suficiente para abastecer 6 milhões de residências ou mais de 20 milhões de habitantes.

“A expectativa é que a capacidade de geração da usina aumente gradativamente, uma vez que a cada ano a quantidade de biogás produzido aumenta em razão de novos resíduos dispostos no aterro”, explica Carlos Bezerra, diretor da Termoverde Caieiras, empresa do grupo Solví. Atualmente, o Centro de Tratamento de Resíduos recebe diariamente 8 mil toneladas de resíduos urbanos e industriais.

A Termoverde Caieiras foi construída nas instalações do CTVA Caieiras da empresa Essencis e a usina ocupa uma área de 15 mil m² e obteve autorização da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para iniciar a operação em Julho de 2016 e consolida o Grupo Solví no segmento de valorização energética e ressalta seu comprometimento com a responsabilidade social e ambiental. “Se não seguirmos este caminho, estaremos ‘enterrando energia’ em aterros sanitários e desperdiçando uma fonte de geração limpa e renovável”, conclui Rickard Schafer.

Atualmente, a GE possui motogeradores Jenbacher em outros dois projetos do grupo Solví: Termoverde Salvador, com 19 motores, e Minas do Leão, no Rio Grande do Sul, com mais 6 equipamentos.

 

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar