acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Vendas de diesel B cresceram 5,5% até outubro

02/12/2013 | 15h42

 

As vendas de diesel B - mistura de óleo diesel mineral e 5% de biodiesel - pelas distribuidoras de combustíveis cresceram 5,5% nos primeiros dez meses de 2013, em relação ao mesmo período de 2012. Entre janeiro e outubro, foram comercializados 48,9 bilhões de litros de diesel B no país. Desse total, o volume importado, de 8,8 bilhões de litros, representou 18% do consumo brasileiro de diesel. Tal percentual poderia ser reduzido sensivelmente com o aumento de mistura de biodiesel ao diesel mineral, passando dos atuais 5% para 7%, por exemplo. Somente em outubro, foram importados 942 milhões de litros de diesel.
No acumulado do ano, até setembro, a produção brasileira de biodiesel atingiu 2,2 bilhões de litros, volume recorde para o período.
Em setembro, o Brasil produziu 252,7 milhões de litros de biodiesel, um crescimento de 0,2% ante o mesmo mês 2012. Em relação a agosto deste ano, período em que foram produzidos 247,6 milhões de litros, houve alta de 2,1%.
A principal região produtora continua sendo o Centro-Oeste, com 42% do total fabricado, seguida da região Sul, com 37%, e do Nordeste, com 10%.
Preços
O preço médio pago na usina pelo litro de biodiesel, em outubro, foi de R$ 1,86/litro, queda de 31% em relação ao mesmo mês de 2012. Na comparação com setembro, o valor permaneceu inalterado.
Já o diesel importado custou R$ 1,71/litro em outubro, aumento de 4,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. Em comparação com o preço de importação de setembro, de R$ 1,75/litro, houve uma queda de 2,1%.
O fator câmbio explica tanto a elevação de preços ocorrida entre 2012 e 2013 quanto a recente queda. Se, em outubro de 2012, cada dólar valia R$ 2,03, em setembro de 2013, a cotação foi de R$ 2,27/US$ e, em outubro, de R$ 2,19/US$. Tais valores não consideram o custo de internação do produto trazido do exterior.

As vendas de diesel B - mistura de óleo diesel mineral e 5% de biodiesel - pelas distribuidoras de combustíveis cresceram 5,5% nos primeiros dez meses de 2013, em relação ao mesmo período de 2012. Entre janeiro e outubro, foram comercializados 48,9 bilhões de litros de diesel B no país. Desse total, o volume importado, de 8,8 bilhões de litros, representou 18% do consumo brasileiro de diesel. Tal percentual poderia ser reduzido sensivelmente com o aumento de mistura de biodiesel ao diesel mineral, passando dos atuais 5% para 7%, por exemplo. Somente em outubro, foram importados 942 milhões de litros de diesel.

No acumulado do ano, até setembro, a produção brasileira de biodiesel atingiu 2,2 bilhões de litros, volume recorde para o período.

Em setembro, o Brasil produziu 252,7 milhões de litros de biodiesel, um crescimento de 0,2% ante o mesmo mês 2012. Em relação a agosto deste ano, período em que foram produzidos 247,6 milhões de litros, houve alta de 2,1%.

A principal região produtora continua sendo o Centro-Oeste, com 42% do total fabricado, seguida da região Sul, com 37%, e do Nordeste, com 10%.


Preços

O preço médio pago na usina pelo litro de biodiesel, em outubro, foi de R$ 1,86/litro, queda de 31% em relação ao mesmo mês de 2012. Na comparação com setembro, o valor permaneceu inalterado.

Já o diesel importado custou R$ 1,71/litro em outubro, aumento de 4,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. Em comparação com o preço de importação de setembro, de R$ 1,75/litro, houve uma queda de 2,1%.

O fator câmbio explica tanto a elevação de preços ocorrida entre 2012 e 2013 quanto a recente queda. Se, em outubro de 2012, cada dólar valia R$ 2,03, em setembro de 2013, a cotação foi de R$ 2,27/US$ e, em outubro, de R$ 2,19/US$. Tais valores não consideram o custo de internação do produto trazido do exterior.

 



Fonte: Ascom Abiove
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar