acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Termelétrica

Usinas térmicas que geram energia mais cara serão desligadas

05/05/2016 | 10h55

As usinas térmicas com Custo Variável Unitário (CVU) superior a R$ 150 o Megawatt-hora (MWh) serão desligadas a a partir de 7 de maio. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (4) pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). Atualmente, estão em operação na base elétrica as usinas com CVU até R$ 211 o MWh. A reunião foi presidida pelo ministro de Minas e Energia, Marco Antonio Almeida.

O Operador Nacional do Sistema (ONS) estima que serão desligadas 2.011 MW médios com a medida, com redução prevista de R$ 288 milhões ao mês. Isso representa uma economia superior a R$ 2 bilhões para o sistema elétrico em 2016.

Este é o terceiro desligamento de térmicas de maior custo determinado pelo colegiado, em processo iniciado em agosto de 2015, quando o CMSE deliberou por efetuar o desligamento das usinas térmicas com CVU acima de R$ 600/MWh. Em 25 de fevereiro de 2016, o CMSE decidiu retirar do despacho as usinas com CVU superior a R$ 250/MWh, a partir de 1º de março de 2016. Na mesma data, o colegiado também definiu o desligamento das usinas com CVU superior a R$211/MWh, a partir de 1º de abril de 2016.

De acordo com avaliação do CMSE, em 2016 entraram em operação 2.792 MW novos, do total de 7.223 MW de capacidade de geração previstos, dos quais 919 MW desde a última reunião do Comitê. O CMSE avaliou na reunião desta quarta-feira que o risco de qualquer déficit de energia é zero para as regiões Sudeste/Centro-Oeste e Nordeste.



Fonte: Assessoria ONS/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar