acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Arábia Saudita

Sauditas se voltam para estoques de petróleo enquanto lidam com demanda interna

20/07/2016 | 15h43

A Arábia Saudita tem visto seus altos estoques de petróleo recuarem de forma consistente neste ano, ao passo em que luta contra o aumento da demanda doméstica enquanto tenta manter suas exportações.

O maior exportador global de petróleo bruto diminuiu o nível dos seus estoques em maio para o patamar mais baixo desde agosto de 2014, de acordo com o Joint Organisations Data Initiative, um grupo com sede em Riad que disponibiliza informações sobre o setor. Os estoques de petróleo bruto do país caíram 12% desde outubro, para 289 milhões de barris, no maior recuo sustentado em 15 anos.

Os movimentos sugerem que a Arábia Saudita está conduzindo um equilíbrio delicado em um momento sensível para o mercado de petróleo, de acordo com analistas do país.

Os sauditas não querem aumentar a produção para além de seu recorde (mais de 10,5 milhões de barris por dia definidos em junho de 2015) para acompanhar o aumento da demanda local durante o verão escaldante. Tal aumento pode mandar um sinal para investidores de que não há um fim à vista para os excedentes globais de petróleo que ajudaram a derrubar os preços durante o inverno do Hemisfério Norte.

A produção de petróleo do reino permaneceu constante desde agosto de 2015, oscilando entre 10,14 milhões de barris diários e 10,28 milhões após um aumento significativo em 2015.

Mas a Arábia Saudita também tem de manter a produção fluindo ao passo em que compete por sua fatia do mercado de exportação com uma série de rivais, incluindo o Irã, que voltou a exportar com o fim de sanções impostas por países ocidentais; a Rússia, que está extraindo níveis recordes de petróleo; e os EUA, que começaram a vender a commodity no estrangeiro pela primeira vez em 40 anos.

De acordo com a JODI data, os sauditas exportaram quase 7,3 milhões de barris de petróleo bruto por dia em maio, em uma alta de mais de 5% na comparação com maio de 2015.

"Se a Arábia Saudita não estivesse reduzindo os estoques, teria de reduzir as exportações em um momento que o Irã está aumentando as vendas para o exterior", disse Oliver Jakob, analista da Petromatrix, com sede na Suíça.

Uma autoridade da indústria saudita de petróleo familiarizada ao assunto disse que é provável que o país continue a usar seus estoques em vez de aumentar a produção em resposta ao aumento da demanda no verão. A Arábia Saudita queima petróleo para gerar boa parte de sua eletricidade. A demanda local de energia tem consumido uma parte cada vez maior da produção de petróleo do país nos últimos anos, aumentando para 25% da produção total em 2015.

 

 



Fonte: Dow Jones Newswires - 20/07/2016
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar