acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Arábia Saudita

Preços do petróleo avançam mais de 1% com Arábia Saudita sustentando cortes da Opep

12/03/2019 | 09h02

Os preços do petróleo avançaram mais de 1 por cento nesta segunda-feira, impulsionados por comentários do ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, de que é improvável que os cortes de produção liderados pela Opep cheguem ao fim antes de junho.

Os contratos futuros do petróleo Brent subiram 0,84 dólar, ou 1,28 por cento, para fecharem a 66,58 dólares por barril.

Os futuros do produto norte-americano fecharam em alta de 0,72 dólar, ou 1,28 por cento, a 56,79 dólares o barril.

Falih disse à Reuters no domingo que seria cedo demais para mudar o pacto de corte de produção, acordado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, incluindo a Rússia, antes da reunião do grupo em junho.

"Os sauditas continuam com uma abordagem proativa para obter oferta e demanda em um melhor equilíbrio", disse Andrew Lipow, presidente da Lipow Oil Associates em Houston.

Os mercados do petróleo têm sido sustentados neste ano pelo atual corte de produção do grupo chamado de Opep+, que se comprometeu a cortar 1,2 milhão de barris por dia em fornecimento do produto desde o começo do ano para apoiar os preços.

O grupo se reunirá nos dias 17 e 18 de abril, com outro encontro marcado para 25 e 26 de junho, para discutir a política de suprimento.

A Opep deve revisar suas projeções sobre o equilíbrio entre a oferta e demanda global por petróleo e manter os cortes de produção durante sua reunião em abril, disse uma fonte do setor de petróleo de um país do Golfo nesta segunda-feira.

 

 



Fonte: Reuters, 12/03/2019
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar