acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Plástico torna veículos automotores mais baratos e menos poluentes, dizem engenheiros na FEIPLASTIC em SP

24/04/2019 | 09h41
Plástico torna veículos automotores mais baratos e menos poluentes, dizem engenheiros na FEIPLASTIC em SP
Cortesia Grupo El Dourado Cortesia Grupo El Dourado

Produzir veículos automotivos está cada vez mais barato por conta do plástico. Esta foi uma das revelações durante o segundo dia de palestras da arena Inova Plastic com a curadoria de conteúdo da SAE BRASIL, que acontece na 17ª edição da FEIPLASTIC, em São Paulo.

Em sua palestra "Inovação de plásticos na mobilidade", o engenheiro Jef Chandley Cruz, da RTP Company Mercosul, trouxe muitas informações importantes sobre o uso do plástico no setor automotivo. Uma delas foi a substituição do alumínio pelo produto nos componentes do veículo automotor, que tem tornado a produção muito mais barata.

A segunda palestra, intitulada de "A nova rota do mercado automotivo e como os materiais compósitos podem te ajudar a recalculá-la", também abordou as inovações com o uso do plástico na produção. De acordo com o palestrante Rodrigo Berardine, da Owenscorning, a produção automotiva continua em franca expansão.

"O mercado automotivo continua crescendo. Em 2005 foram produzidos 60 milhões de veículos. A expectativa é que em 2025 sejam produzidos 120 milhões de veículos, mas que serão completamente diferentes dos de hoje", disse Berardine.

O grande desafio está relacionado à sustentabilidade e à emissão de CO² dos veículos. Há países em que a legislação já avançou bastante nesta temática e foram impostas metas de redução na emissão do gás.

A solução está em investir em materiais mais leves que aumentem a autonomia dos veículos e os tornem menos poluentes. As cifras impressionam: para cada quilo retirado do veículo são poupados 0,09 g de CO²/km que iriam para a atmosfera.

Para cumprir com as metas de redução da poluição atmosférica, os engenheiros estimam que 36% da solução passa pela redução do peso dos veículos. "O plástico é um componente revolucionário que vai mudar o mundo", enfatiza Jef Cruz.

De olho nestas tendências, a SABIC, outra empresa participante do debate, desenvolveu tampas traseiras em plásticos, que garantem maior leveza aos veículos. "Buscamos redução de peso, liberdade de design e flexibilidade, por isso trouxemos uma solução com um conceito inovador e eficaz para aplicações dos reforços plásticos das portas traseiras dos automóveis, conhecido como reforço estrutural da tampa traseira", declarou Mauricio Ávila, engenheiro e responsável pelo setor automotivo da empresa.

Institucional

O mundo está ficando mais leve

As inovações vão além da indústria automotiva. Cruz, da RTP, mostrou alguns cases que baratearam a produção e trouxeram mais funcionalidade aos produtos. É o caso, por exemplo, das rodas das cadeiras de rodas que antes eram feitas de alumínio e agora em material plástico. "Essas rodas são mais baratas, mais resistentes e mais funcionais", explicou.

Outro produto destacado foi a fuselagem do avião. "Hoje ela é mais leve e resistente por causa do plástico", finalizou.

O Inova Plastic conta com recorte de questões ligadas à inovação para alavancar a competitividade e fortalecimento do setor e tem uma grade robusta de palestras até o dia 26, sexta-feira. Tem o apoio da Renault, New Mobility, Salão Internacional do Automóvel de São Paulo e Fiesp.

Serviço

FEIPLASTIC 2019 – Feira Internacional do Plástico

Data: 22 a 26 de abril de 2019

Horário: 11h as 20h (segunda a sexta-feira)

Local: Expo Center Norte

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme

Credenciamento gratuito: http://www.feiplastic.com.br/Credenciamento/



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar