acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preços

Petróleo opera em alta, com recuperação parcial após queda forte de ontem

15/09/2016 | 11h24

Os contratos futuros de petróleo operam em alta na manhã desta quinta-feira, recuperando-se em parte dos recuos fortes registrados na sessão anterior. De qualquer modo, operadores continuam a se preocupar com o quadro de excesso de oferta global e demanda em patamar modesto.

Às 7h47 (de Brasília), o WTI para outubro subia 1,03%, a US$ 44,03 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para novembro tinha alta de 1,31%, a US$ 46,45 o barril, na ICE.

Na quarta-feira, o contrato do WTI fechou em queda de 2,93% e o do Brent em baixa de 2,65%. Nesta semana, foram divulgados relatórios em geral pessimistas para o mercado da commodity pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e pela Agência Internacional de Energia. Ontem, o relatório semanal de estoques dos EUA mostrou queda de 559 mil barris na última semana, contrariando as expectativas dos analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam alta de 5,4 milhões de barris.

Também chamou a atenção nos EUA o fechamento de um oleoduto que leva 1,2 milhão de barris de gasolina ao dia no Texas até Nova Jersey. O oleoduto ficou fechado graças a um vazamento e isso levou a um recuo temporário nos estoques de gasolina, mas a um aumento similar nos estoques de petróleo à espera de refino.

As notícias de que a Nigéria e a Líbia estão agora em uma posição de aumentar as exportações de petróleo são apontadas como um revés para os preços da commodity. Royal Dutch Shell e Exxon Mobil devem reforçar as exportações na Nigéria, após militantes causarem problemas na oferta. A Líbia também planeja retomar exportações no porto de Ras Lanuf e um navio-tanque está no local para ser abastecido com 600 mil barris de petróleo. "Os problemas da Nigéria estão se resolvendo e, junto com a Líbia, isso poderia significar 1 milhão de barris por dia entrando no mercado", disse Olivier Jakob, da consultoria suíça Petromatrix.

Durante a sessão na Ásia, foi destacado que os preços dos contratos subiram com investidores à procura de barganhas, após o recuo forte de ontem.



Fonte: Dow Jones Newswires, 15/09/2016
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar