acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cotação

Petróleo fecha US$ 74,43, menor nível em 6 semanas

20/08/2010 | 09h31
Os contratos futuros de petróleo fecharam no valor mais baixo em seis semanas, pressionados por uma série de dados econômicos decepcionantes nos EUA e pelos altos estoques do petróleo, que estão no nível mais alto em quase 27 anos.


Segundo o Departamento de Trabalho dos EUA, o número de trabalhadores que entraram pela primeira vez com o pedido de auxílio-desemprego na semana encerrada em 14 de agosto subiu 12 mil. Economistas haviam previsto uma queda de 4 mil. Os pedidos somaram 500 mil na semana, o maior número desde 14 de novembro de 2009.


Outro indicador importante mostrou que o índice de atividade industrial do Fed (Federal Reserve, banco central) da Filadélfia despencou para -7,7 em agosto, de 5,1 em julho. Um número negativo mostra uma retração na atividade. Economistas esperavam que o índice subisse para 7. Enquanto isso, o índice de indicadores antecedentes do Conference Board subiu 0,1% em julho, abaixo da estimativa de uma alta de 0,2%.


"A recuperação está estagnando", disse Gene McGillian, analista da Tradition Energy. Esses reveses econômicos acontecem em um momento em que o petróleo já está sobre pressão por causa dos estoques da commodity e seus derivados, que estão no nível mais alto desde novembro de 1983 nos EUA, que é o maior consumidor do mundo. Além disso, uma queda nos mercados de ações hoje ajudou a pressionar o petróleo.


Os contratos de petróleo com entrega para setembro negociados na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) fecharam em queda de US$ 0,99 (1,31%), a US$ 74,43 o barril, o menor nível desde 7 de julho. O contrato, que vence após o fechamento de amanhã, teve queda em sete das últimas oito sessões, e em dez das últimas 12 sessões. Em 4 de agosto o petróleo havia atingido uma máxima de três meses, perto de US$ 83 o barril. O contrato com entrega para outubro, que é o mais negociado, fechou hoje em queda de US$ 1,01 (1,33%), a US$ 74,77 o barril. Na plataforma ICE, o petróleo do tipo Brent com entrega para outubro perdeu US$ 1,17 (1,53%), e fechou a US$ 75,30.


Tony Rosado, corretor da GA Global Markets, afirmou que o contrato de petróleo com entrega para dezembro foi negociado cerca de US$ 5,00 abaixo do contrato de dezembro de 2011 durante a sessão hoje, o que indica uma demanda fraca no curto prazo.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar