Meio Ambiente

Petrobras melhora desempenho na gestão de resíduos e captação de água

Relatório de Sustentabilidade consolida avanços nos compromissos de ESG com investimento mais de R$ 800 milhões em projetos para a sociedade.

Redação TN Petróleo, Agência Petrobras
10/06/2024 13:18
Petrobras melhora desempenho na gestão de resíduos e captação de água Imagem: Flávio Emanuel / Banco de Imagens Petrobras Visualizações: 159 (0) (0) (0) (0)

A Petrobras obteve uma melhora expressiva na gestão dos resíduos oriundos de suas atividades. Em 2023, a companhia chegou a 91% de reutilização e reciclagem dos resíduos perigosos em comparação aos 88% alcançados em 2022. A geração de resíduos sólidos perigosos no ano passado foi 27,6% abaixo do limite interno estabelecido de 110 mil toneladas para o ano, e a geração de resíduos sólidos não perigosos foi 10,2% abaixo do limite estabelecido internamente de 160,2 mil toneladas.

Essa melhoria nos resultados é fruto das ações de economia circular implementadas pela Petrobras e a melhoria na gestão das atividades de limpeza e manutenção tanques, que propiciou a redução na geração de resíduos como, por exemplo, a borra oleosa. Os resíduos perigosos produzidos pela Petrobras têm cada vez mais sido destinados a chamada rota RRR (Reciclagem, Recuperação e Reúso).

Houve avanço em outros compromissos de sustentabilidade, como a redução da captação de água doce pela companhia. No último ano, a Petrobras captou 115 mil megalitros, uma redução de 24% se comparado ao volume de 2021. A meta é alcançar uma redução de 40% até 2030. Para atingir o compromisso, a empresa conta com cerca de 58 ações e projetos focados no reúso, em medidas de redução de perdas hídricas e de adoção de fontes alternativas de água. Em 2023, o volume total de reúso foi de 35,8 mil megalitros, suficiente para abastecer uma cidade de aproximadamente 650 mil habitantes por um ano. A empresa estima que as ações de reúso representem uma economia anual de aproximadamente R$ 16 milhões nos custos de captação de água.

Esses compromissos são alguns dos destaques do Relatório de Sustentabilidade 2023, divulgado pela companhia nesta segunda-feira (10/06). O documento consolida avanços nos compromissos de sustentabilidade e os investimentos da Petrobras para sociedade de mais de R$ 800 milhões em projetos socioambientais obrigatórios, voluntários, patrocínios e doações somente em 2023. Entre os investimentos socioambientais, a empresa destacou que no último ano R$ 159 milhões foram destinados a projetos sociais e ambientais voluntários, R$ 566 milhões em programas e projetos obrigatórios de monitoramento e compensação. Além disso, destinou R$ 89 milhões em patrocínios para cultura, esporte, negócios, ciência e tecnologia e R$ 2 milhões para doações.

​​​​Entre os investimentos socioambientais voluntários, 44 projetos do Programa Petrobras Socioambiental das linhas de Florestas e Oceano se dedicam à conservação de habitats e espécies e estão alinhados com políticas públicas para a conservação da biodiversidade. Esses projetos monitoram, estudam ou protegem mais de 570 espécies da fauna, das quais 82 ameaçadas de extinção, incluindo a onça-parda, anta, tatu-bola, muriqui-do-sul, além de espécies de baleias, corais, aves, peixes e tartarugas. Outras 350 espécies da flora, sendo 17 ameaçadas de extinção, são estudadas e ganham ações de coleta de sementes e plantio. Os projetos apoiados atuaram ainda na recuperação ou conservação direta de aproximadamente 350 mil hectares de florestas e áreas naturais da Mata Atlântica, Amazônia, Caatinga e Cerrado.

O Relatório de Sustentabilidade também apresentou a contribuição dos 50 programas e projetos de monitoramento ambiental que avaliam a saúde do ambiente marinho, incluindo diferentes grupos da fauna. Entre esses programas, destacam-se os quatro Projetos de Monitoramento de Praias (PMP) mantidos pela Petrobras. Desenvolvidos ao longo de 3.000 km da costa de 10 estados, nas Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo, Sergipe-Alagoas e Potiguar, os projetos avaliam a interferência das atividades de exploração e produção de petróleo e gás sobre aves, tartarugas e mamíferos marinhos por meio do monitoramento dos encalhes nas praias. Em 2023, esses projetos tiveram papel relevante na identificação precoce e comunicação às autoridades sanitárias de casos suspeitos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade na fauna marinha migratória e adoção de medidas preventivas para a proteção das equipes técnicas e dos animais em reabilitação nas instalações veterinárias.

 

​​​​​Outros compromissos de Sustentabilidade
 
O Relatório de Sustentabilidade destaca a redução das emissões de gases do efeito estufa das atividades da Petrobras em 41% desde 2015 e 4% menor se comparado a 2022. Também houve injeção de 13 milhões tCO2, o maior valor registrado em um único ano. O compromisso com a eficiência operacional e redução de impactos ambientais também se refletiu na redução do consumo de gás natural e no maior fator de utilização total das unidades de refino.

Na área social, entre os avanços se destacam o lançamento do Programa Petrobras Contra a Violência Sexual e do Programa de Equidade Racial da Petrobras que visam a criar um melhor ambiente de trabalho e estabelecer iniciativas que fortaleçam uma cultura inclusiva. A empresa tem hoje em seu quadro 22% de mulheres e 22,2% negros em função gerencial.

Quanto aos compromissos relacionados à integridade corporativa, destaca as ações de diversidade nas indicações das participações societárias, além de metas de integridade e direitos humanos e outros aspectos ASG na cadeia de fornecedores.

Acesse aqui o Relatório de Sustentabilidade

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.