acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Greve

Petrobras faz nova proposta de reajuste salarial para pôr fim à greve

23/10/2013 | 10h22

 

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados se reuniram ontem (22) por mais de cinco horas com representantes da Petrobras para tratar do reajuste salarial da categoria. Os petroleiros estão em greve desde o dia 17.
Durante a reunião, a empresa apresentou uma nova proposta de acordo coletivo, que eleva de 8% para 8,56% o reajuste na Remuneração Mínima por Nível e Regime (RMNR), o que representa ganhos reais de 1,82% a 2,3%.
Em relação aos dias parados, a empresa concordou que não haverá descontos, abonando metade dos dias e garantindo a compensação dos outros. A estatal ofereceu ainda um abono salarial, de uma remuneração, de R$ 7,2 mil.
Os sindicatos filiados à FUP fazem assembleias hoje (23), pela manhã, para analisar e votar a nova proposta da Petrobras.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados se reuniram ontem (22) por mais de cinco horas com representantes da Petrobras para tratar do reajuste salarial da categoria. Os petroleiros estão em greve desde o dia 17.

Durante a reunião, a empresa apresentou uma nova proposta de acordo coletivo, que eleva de 8% para 8,56% o reajuste na Remuneração Mínima por Nível e Regime (RMNR), o que representa ganhos reais de 1,82% a 2,3%.

Em relação aos dias parados, a empresa concordou que não haverá descontos, abonando metade dos dias e garantindo a compensação dos outros. A estatal ofereceu ainda um abono salarial, de uma remuneração, de R$ 7,2 mil.

Os sindicatos filiados à FUP fazem assembleias hoje (23), pela manhã, para analisar e votar a nova proposta da Petrobras.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar