Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Paraná

Petrobras e Sanepar assinam convênio para captação de água na Repar

03/05/2021 | 16h47

A Petrobras assinou nesta segunda-feira (3/5) um convênio com a Sanepar que permitirá à companhia estadual de saneamento do Paraná captar 720 m³/h (200 litros por segundo) da Barragem do Rio Verde, que pertence à Refinaria Getúlio Vargas (Repar). Por meio de uma nova tubulação, a adutora REPAR será interligada ao reservatório da Barragem do Rio Passaúna, com o objetivo de contribuir com o abastecimento de água da população da Região Metropolitana de Curitiba.

No convênio - assinado pelo gerente geral da Repar, Felipe Gomes, e o presidente da Sanepar, Claudio Stabile - a Petrobras realizará o bombeamento de água, enquanto caberá à Sanepar a construção da interligação que levará a água desde a adutora, que é a tubulação de água da REPAR, até o reservatório do Rio Passaúna.

Em meio a uma das maiores estiagens já registradas no Paraná, o estado decretou situação de emergência hídrica desde 7 de maio de 2020. A Sanepar possui atualmente um outro acordo com a Petrobras para que a água da Barragem do Rio Verde abasteça o município de Campo Largo. A Repar também usa a água da barragem para suas operações e nos últimos dois anos, realizou diversas ações de racionalização, reúso e minimização de consumo e perdas da água.

A gestão de recursos hídricos na Petrobras tem como princípio básico a constante busca pela racionalização do uso da água, visando garantir o suprimento necessário às suas atividades e contribuir com a conservação e disponibilidade deste recurso nas áreas de influência de suas instalações. Em seu Plano Estratégico 2021-2025, a companhia assumiu 10 Compromissos de Sustentabilidade, entre eles o de reduzir 50% da captação de água doce até 2030, com foco no aumento do reúso, tendo como base o ano de 2018.



Fonte: Redação TN Petróleo, Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar