acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Minas Gerais

Parceria entre Fapemig e Cemig impulsiona pesquisas no setor elétrico

23/09/2013 | 10h38

 

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) em conjunto com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) lançaram o Edital 15/2012, voltado às pesquisas na área do setor elétrico. O objetivo da parceria pioneira entre os órgãos de governo é financiar projetos de pesquisa e inovação científica e tecnológica, e gerar produtos inéditos para o setor energético.
Dentro desta iniciativa, a Fapemig e a Cemig receberam, no total, 163 propostas de pesquisa, de diferentes entidades de ciência, tecnologia e inovação e empresas de todo o Brasil. Destas, 25 foram aprovadas pelas instituições para contratação. Ao todo, serão investidos cerca de R$ 30 milhões em pesquisas voltadas para o setor elétrico. Este é o segundo edital lançado a partir desta parceira – o primeiro resultou na contratação conjunta de 38 projetos, em um investimento de mais de R$ 70 milhões.
Para o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapemig, José Policarpo Gonçalves de Abreu, esta parceria revela uma nova etapa para a fundação, caracterizando-a como agência de inovação do estado de Minas Gerais, aliada à sua histórica ação de fomento à pesquisa científico-tecnológica. “O primeiro edital lançado no âmbito desta parceria entre Fapemig e Cemig resultou na contratação de 38 projetos. Importante ressaltar, também, que além do grande volume de recursos investidos, que irão resultar em inovações e aprimoramentos para o setor elétrico, essa parceria se destaca pela articulação entre entidades do próprio governo de Minas a favor do fomento à ciência, tecnologia e inovação”, afirmou Abreu.
Para o diretor vice-presidente da Cemig, Arlindo Porto, o recurso destinado aos 25 projetos selecionados no edital trarão grandes benefícios para as partes envolvidas, “mas, certamente, esses benefícios serão ainda maiores para toda a sociedade”. “O trabalho conjunto da Cemig e da Fapemig é de suma importância, pois potencializa os recursos financeiros de duas grandes instituições em prol da ampliação da capacidade de produção científica e tecnológica, ponto de partida para o desenvolvimento social e econômico do Estado de Minas Gerais”, analisou Arlindo Porto.
Os projetos contratados deverão ser executados no prazo máximo de 36 meses a partir da data de assinatura dos Termos de Outorga, publicados no jornal Minas Gerais – o Diário Oficial dos Poderes do Estado. Outras informações podem ser obtidas com a Central de Informações da Fapemig pelo e-mail ci@fapemig.br. Trabalhando em associação, Fapemig e Cemig já lançaram dois editais: um em 2011, que recebeu 229 propostas, em uma demanda de mais de R$ 384 milhões; e outro em 2012, com 163 propostas recebidas que totalizam uma demanda de mais de R$ 282 milhões em investimentos.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) em conjunto com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) lançaram o Edital 15/2012, voltado às pesquisas na área do setor elétrico. O objetivo da parceria pioneira entre os órgãos de governo é financiar projetos de pesquisa e inovação científica e tecnológica, e gerar produtos inéditos para o setor energético.


Dentro desta iniciativa, a Fapemig e a Cemig receberam, no total, 163 propostas de pesquisa, de diferentes entidades de ciência, tecnologia e inovação e empresas de todo o Brasil. Destas, 25 foram aprovadas pelas instituições para contratação. Ao todo, serão investidos cerca de R$ 30 milhões em pesquisas voltadas para o setor elétrico. Este é o segundo edital lançado a partir desta parceira – o primeiro resultou na contratação conjunta de 38 projetos, em um investimento de mais de R$ 70 milhões.


Para o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapemig, José Policarpo Gonçalves de Abreu, esta parceria revela uma nova etapa para a fundação, caracterizando-a como agência de inovação do estado de Minas Gerais, aliada à sua histórica ação de fomento à pesquisa científico-tecnológica. “O primeiro edital lançado no âmbito desta parceria entre Fapemig e Cemig resultou na contratação de 38 projetos. Importante ressaltar, também, que além do grande volume de recursos investidos, que irão resultar em inovações e aprimoramentos para o setor elétrico, essa parceria se destaca pela articulação entre entidades do próprio governo de Minas a favor do fomento à ciência, tecnologia e inovação”, afirmou Abreu.


Para o diretor vice-presidente da Cemig, Arlindo Porto, o recurso destinado aos 25 projetos selecionados no edital trarão grandes benefícios para as partes envolvidas, “mas, certamente, esses benefícios serão ainda maiores para toda a sociedade”. “O trabalho conjunto da Cemig e da Fapemig é de suma importância, pois potencializa os recursos financeiros de duas grandes instituições em prol da ampliação da capacidade de produção científica e tecnológica, ponto de partida para o desenvolvimento social e econômico do Estado de Minas Gerais”, analisou Arlindo Porto.


Os projetos contratados deverão ser executados no prazo máximo de 36 meses a partir da data de assinatura dos Termos de Outorga, publicados no jornal Minas Gerais – o Diário Oficial dos Poderes do Estado. Outras informações podem ser obtidas com a Central de Informações da Fapemig pelo e-mail ci@fapemig.br. Trabalhando em associação, Fapemig e Cemig já lançaram dois editais: um em 2011, que recebeu 229 propostas, em uma demanda de mais de R$ 384 milhões; e outro em 2012, com 163 propostas recebidas que totalizam uma demanda de mais de R$ 282 milhões em investimentos.

 

Clique aqui para ver os projetos aprovados.

 



Fonte: Governo de Minas Gerais
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar