Refinaria Mataripe

Modernização 4.0 gera economia de R$ 15 milhões em 12 meses

Redação TN Petróleo/Assessoria
03/05/2024 14:14
Modernização 4.0 gera economia de R$ 15 milhões em 12 meses Imagem: Divulgação Visualizações: 642 (0) (0) (0) (0)

Atuando de forma preventiva na saúde dos equipamentos com um moderno Centro Integrado de Manutenção (CIM), a Refinaria Mataripe, da Acelen, alcançou R$ 1,5 milhão em economia em apenas 90 dias de operação. A expectativa é que esse valor chegue a R$ 15 milhões nos próximos 12 meses, um resultado expressivo da revitalização e modernização da planta industrial iniciada em 2021.

Tecnologia 4.0 para otimizar operações e reduzir custos

Impulsionada pela Indústria 4.0 e Transformação Digital, a Refinaria Mataripe se destaca pelo uso inovador de tecnologias em prol da eficiência e sustentabilidade. O CIM, inaugurado no final de 2023, reúne múltiplas plataformas e especialistas em manutenção em um ambiente físico e virtual, monitorando em tempo real os ativos da refinaria.

Manutenção preditiva: evitando falhas e otimizando recursos

O diferencial do CIM reside na detecção precoce de sinais de deterioração do desempenho dos equipamentos, antecipando-se a falhas operacionais. "Nossa empresa nasceu na era digital e trabalha desde o início para modernizar a refinaria com novas tecnologias", afirma Celso Ferreira, VP de Operações da Refinaria Mataripe. "O CIM integra dados de equipamentos e processo de diversas plataformas, permitindo análises preditivas e preventivas para corrigir desvios antes que se tornem falhas", completa.

Benefícios da implementação do CIM:

Redução de custos: Economia de R$ 15 milhões em 12 meses;

Aumento da produtividade: Otimização do tempo de resposta da equipe de manutenção;

Maior confiabilidade: Prevenção de perdas de produção, quebras de equipamentos e gastos com manutenção corretiva;

Sustentabilidade: Diminuição do impacto ambiental das operações.

Tecnologia inovadora para análises assertivas

O CIM utiliza um software de última geração que integra dados de equipamentos com dados de processo, fornecendo insights precisos para análises mais rápidas e assertivas pelos profissionais de manutenção. "O projeto exige especialistas em manutenção que criam os algoritmos e, com base em estudos de modos de falha de equipamentos, garantem a excelência e a inovação do CIM", explica Dickson Aragão, Diretor de Manutenção da Refinaria Mataripe.

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

20