acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América do Sul

Manifestantes equatorianos fazem acordo com empresas de petróleo

26/08/2005 | 00h00

Manifestantes equatorianos, cujos ataques paralisaram as exportações de petróleo do país, fecharam um acordo com as empresas de energia na quinta-feira, segundo o qual as companhias terão de investir mais nas comunidades em que operam, disseram líderes dos protestos e o mediador das negociações.
Os manifestantes concordaram em convocar o fim permanente dos ataques-- promovidos por eles em campos de petróleo no leste do Equador-- em troca da elevação nos investimentos por parte das empresas, disse o mediador Ramiro Gonzalez, prefeito da província de Pichincha.
As conversações viviam um impasse desde a quarta-feira devido a uma exigência dos militantes de não serem processados. O documento final do acordo não cita a imunidade, em vez disso, afirma que os manifestantes manterão uma relação de "boa vizinhança" com o governo e com as empresas privadas.
Sob o acordo, disse Gonzalez, petroleiras como a Petrobras, Occidente Petroleum e EnCana, vão pavimentar 260 quilômetros de novas estradas nas províncias de Sucumbios e Orellanas.
Além disso, cerca de dois terços dos 25 por cento de imposto de renda pago pelas empresas será canalizado para a saúde, meio ambiente e projetos de desenvolvimento na região.



Fonte: Reuters
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar