Evento

Ecoenergy encerra edição em novo formato trazendo perspectivas atualizadas para o setor de energia renovável no Brasil

Evento reuniu especialistas de diversos segmentos do setor de energia para debater tendências e soluções para um cenário de transição energética e descarbonização

Redação TN Petróleo/Assessoria
26/09/2023 14:49
Ecoenergy encerra edição em novo formato trazendo perspectivas atualizadas para o setor de energia renovável no Brasil Imagem: Divulgação Visualizações: 660 (0) (0) (0) (0)

Uma edição focada em gerar conhecimento aprofundado, estimular uma visão crítica e estratégica e apontar os rumos para a transição energética do Brasil. Este foi o propósito do Congresso Brasileiro de Geração de Energia Renovável – Ecoenergy 2023, que aconteceu entre os dias 20 e 22 de setembro no WTC Events Center, em São Paulo. O evento, já estabelecido como um dos mais importantes para o setor, é organizado pela Fiera Milano e teve a curadoria da Blue Ocean Business Events.

Nesta edição, o Ecoenergy adotou um novo formato. De perfil mais executivo, concentrou esforços em apresentar painéis com nomes relevantes e especializados nos diversos segmentos do setor, trazendo insumos valiosos para a formulação de estratégias e construção de uma visão aprofundada do mercado. Isso também atraiu um público qualificado entre a audiência, o que gerou muitas oportunidades de networking e troca de conhecimento.

Ao longo de três dias foram realizados doze painéis nos quais 32 painelistas se revezaram em apresentações, debates e conversas sobre os desafios, as oportunidades e as tendências da energia renovável no país.

"Somos privilegiados por estar aqui durante esses três para debater as questões que desafiam os projetos da matriz energética do Brasil e, por isso, o Congresso tem sua importância para alinhar as expectativas e como esses projetos podem beneficiar os investidores, trazendo uma visão ampla para reduzir as questões complexas e sensíveis que separam o Governo e a iniciativa privada", diz Maurício Macedo (foto), CEO da Fiera Milano.

Das tendências que norteiam o setor, o congresso discutiu diversas oportunidades de investimento. Entre elas destacam-se as eólicas offshore, modalidade na qual a Petrobras vem demonstrando interesse, a hibridização de geração de energia, que combina diferentes fontes renováveis em um mesmo projeto, o crescente interesse de empresas estrangeiras em explorar as oportunidades que o Brasil apresenta em energia limpa e potencial de descarbonização da produção energética.

O consenso observado entre os especialistas é de que o Brasil ocupa um lugar de grande destaque na tendência global de investir em energia renovável, uma vez que o país apresenta uma abundante e diversificada matriz energética descarbonizada. A comercialização de energia no mercado livre (ACL) também foi debatida em sua diversidade, com modelos de comercialização e investimento que incluem autoprodução e coparticipação em projetos de geração que podem resultar em encargos menores.

O Ecoenergy mostrou que o cenário de médio e longo prazo é de dinamismo no setor, tanto em âmbito nacional quanto global. Isso se deve à demanda cada vez maior por energia limpa e descarbonização das atividades, fatores que têm levado países e empresas a colocar em prática planos de transição energética. Embora existam muitos desafios e entraves para os agentes do mercado, como as questões regulatórias e os licenciamentos ambientais, a perspectiva é de muitas oportunidades.

Participantes elogiam qualidade dos painéis

A nova proposta do Ecoenergy, com viés mais executivo, foi bem recebida pelo público, que elogiou os painéis, os congressistas e os temas abordados. Henrique Travalini, analista Sênior de Regulação de Energia da CPFL, achou o conteúdo do evento muito pertinente. "As palestras sobre regulação trouxeram tópicos bastante atuais e relevantes para o setor. A palestra do Alexandre Viana sobre tendências do mercado superou muito minha expectativa. De modo geral, o congresso está sendo positivo, trazendo discussões importantes para a área de energia."

Já Enio Andrade Branco, presidente do Conselho de Administração da Alphainfra, destacou o alto nível do congresso. "Já participei de dezenas de eventos da mesma natureza e posso dizer que foi muito interessante a interação entre todos e o nível de perguntas e respostas ficou acima da média. O ponto alto foi a presença de representantes da Petrobras".

"Sensacional", foi como Itamar Ferreira César, assessor de projetos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército, no Rio de Janeiro, qualificou o evento. "Estou à frente de um projeto de micro usina de energia solar e precisava de uma imersão na área para entender como serão os próximos 30 anos, principalmente a parte de regulamentação. Comecei a vislumbrar todo o espectro da energia no Brasil, principalmente a parte de energia renovável."

Reconhecendo o alto nível de seus pares, painelistas que participaram do Ecoenergy também se mostraram satisfeitos. Foi o caso de Thadeu Silva, Chief Generation & Transmission Officer da CEMIG, que participou do painel de abertura do congresso. "Este ano, a propositura da discussão e a escolha dos painelistas foi muito feliz, com discussões em altíssimo nível. Conseguimos discutir assuntos que abrangem todo o setor e, por consequência, as empresas."

Edisiene Correia, Gerente de Desenvolvimento de Eólicas Offshore da Shizen Energy Brasil, que participou do painel sobre hidrogênio e transição energética, tem a mesma visão. "Os temas que o evento traz são bastante significativos dentro do cenário atual que o Brasil está vivendo, de regulação do setor de energia e, principalmente, de definição do seu uso no futuro. Então, estar aqui, acompanhando as discussões, foi muito oportuno. A Petrobras anunciou sua entrada no setor de offshore eólico e estávamos todos ávidos por mais informações. Posso dizer que é um momento disruptivo para esse setor, agora com participação da maior estatal do país".

Com o sucesso, o feedback positivo e, principalmente, a geração de insights de negócios e de estratégias que o Ecoenergy 2023 trouxe para seu público, a edição de 2024 já está no horizonte acompanhada de grandes expectativas e o desafio de superar esta edição.

Mais Lidas De Hoje
veja Também
Sergipe Oil & Gas 2024
Fábio Mitidieri discute com Petrobras novas estratégias ...
23/07/24
Sergipe Oil & Gas 2024
Será inaugurado terça-feira (23/07), o gasoduto que inte...
23/07/24
Sergipe Oil & Gas 2024
Semana do Petróleo, Gás e Energia começa em Sergipe
23/07/24
Apoio Offshore
CBO assina com Equinor para operar PSV Delta Cardinal
22/07/24
Oportunidade
Subsea7 oferece diversas vagas de emprego onshore e offs...
22/07/24
Oportunidade
ICONIC desenvolve banco de talentos exclusivamente para ...
22/07/24
Fenasucro
Brasil terá 20 novas biorrefinarias de etanol de milho n...
22/07/24
Bacia de Campos
Sonda Valaris DS-17 fará a perfuração do projeto Raia no...
22/07/24
Combustíveis
No fechamento do semestre, os combustíveis mais caros fo...
22/07/24
Estudo
Coral invasor é resistente a compostos biocidas usados e...
22/07/24
Etanol
Anidro cai 0,98% após 5 semanas em alta; hidratado fecha...
22/07/24
Petroquímica
Petrobras e Braskem concluem testes de produto químico c...
19/07/24
Terminais
Vast e Vibra fecham acordo de 20 anos para movimentação ...
19/07/24
Gasodutos
SCGÁS: Primeiro semestre de 2024 é marcado por avanços n...
19/07/24
Pessoas
Cristiane Schmidt assume presidência da MSGÁS
19/07/24
Energia Elétrica
Com 5,7 GW instalados, expansão da matriz elétrica brasi...
19/07/24
Certificação
FPSO Bacalhau é primeiro no mundo a receber a notação DN...
18/07/24
Certificação
Porto do Açu Operações recebe certificação internacional...
18/07/24
Premiação
ComBio é premiada com Selo Verde de Sustentabilidade
18/07/24
Evento
Repsol Sinopec lança primeiro desafio para buscar soluçã...
18/07/24
Rio Grande do Norte
Exploração e desenvolvimento das Bacias da Margem Equato...
18/07/24
VEJA MAIS
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.